ganhe pontos, vire um especialista!
Publicidade

Ranking do Mês

Usuários que mais respondem as perguntas

Pontuação

Entenda como funciona a pontuação do canal Tira Dúvidas
  • Início 100 pontos
  • Perguntar -5 pontos
  • Responder 5 pontos
  • Boa Resposta 25 pontos

O empregador tem direito de demitir o empregado por justa causa após três advertências?

Pergunta aberta

cometi atrasos de 5 a 10 min. nos horários de descanso e recebi advertência por este motivo e também alegaram que houve abandono do local de trabalho (sem provas).
tive outras duas advertências também:
uma por ter discutido com um colega de trabalho;
outra por ter batido acidentalmente num automóvel com um quadriciclo (usado na execução de serviços do condomínio) .

689 dias atrás
Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.

Outras Respostas (11)

  • Maria Telma Falcão de Carvalho respondeu há 689 dias atrás

    João Paulo,

    Não são as advertencias que dão direito ao sindico de manda-lo embora por justa causa, mas o seu comportamento dentro do condominio.
    Veja bem, voce discutiu com seu colega, bateu em um automóvel, chegou atrasado mais de uma vez e o sindico, provavelmente, sofreu ação para dispensá-lo por justa causa.

  • Marisa Marta Sanchez respondeu há 688 dias atrás

    Oi João

    Eu não acredito que a justa causa se mantenha, procure o seu sindicato.

    Boa sorte

  • Antonio Carlos Meyer respondeu Marisa Marta Sanchez há 688 dias atrás

    Marisa, tenho um caso parecido: o porteiro abandonou o posto de trabalho [está filmado] 2 vezes.
    Neste caso, qual sua opinião?

  • Marisa Marta Sanchez respondeu Antonio Carlos Meyer há 688 dias atrás

    Opiniao de leiga, mas que já administrou Departmento de Recursos Humanos. O funcionário é a parte hipossuficiente, e a lei é benevolente a ele.

    Se na hora que você teve conhecimento desse "abandono de posto" você não fez nada, já era, houve perdão tácito. Se você já o advertiu, tente primeiro uma suspensão, citando muito claramente os motivos da justa causa, é o art. 482 da CLT.

    Mas isto é Brasil, infelizmente a demissão é encarada como um prêmio porque o cara levanta o FGTS acrescido de 40% e ainda pega umas feriazinhas via seguro desemprego. Eu acho que os trabalhadores domésticos e de condomínio têm uma relação muito próxima com a vida intima da gente.

    O cara quer ser mandado embora, o síndico sabe qua vai ser "detonado" na AG por "mandar embora" um funcionário. Segundo os "gênios da assembleia" ele que pedisse demissão. O que você faz? E se pela desídia desse funcionário for facilitada a entrada de meliantes no prédio? E se alguem acaba machucado? E se aparecer alguma notificação judicial que "parar no porteiro e não for entregue ao síndico? Revelia? Eu acho que se o funcionário não é mais de confiança melhor demitir com aviso prévio remunerado para ele cair fora o mais rápido possível. É caro, a gente "engole sapo" mas não dá para mensurar o tamanho do problema se o cidadão partir para a sacanagem.

    Já postei isso antes e fiquei na contramão dos colegas, mas como eu disse, é opinião de leiga.

    Boa sorte

    http://www.guiatrabalhista.com.br/tematicas/justacausa.htm

  • Antonio Carlos Meyer respondeu Marisa Marta Sanchez há 688 dias atrás

    Na 1ª vez, advertência.
    Na 2ª vez, demissão imediata por justa causa, nem deixei assumir oposto. Tudo filmado e a advertência assinada.
    O porteiro abandonava o posto para "ouvir" um casal de namorados no 4º andar e ainda contava para os colegas, outros porteiros inclídos. Assim que fiquei sabendo do motivo [na 2ª vez] demiti.

  • Marisa Marta Sanchez respondeu Antonio Carlos Meyer há 688 dias atrás

    E ele aceitou a justa causa ou recorreu? Se já transitou em julgado me passe a sentença. A gente nunca sabe quando vai precisar.

    Grata

  • Antonio Carlos Meyer respondeu Marisa Marta Sanchez há 688 dias atrás

    Audiência dia 21/08.

  • Marisa Marta Sanchez respondeu Antonio Carlos Meyer há 688 dias atrás

    Primeira instância? Não esqueça de postar OK?

    Abraços

  • Antonio Carlos Meyer respondeu Marisa Marta Sanchez há 688 dias atrás

    1ª instância. Assim que sair o resultado eu posto.

  • Maria Telma Falcão de Carvalho respondeu Marisa Marta Sanchez há 688 dias atrás

    Eu também penso assim. Demito normalmente para não correr o risco de uma ação. Gasta-se com advogado e os juizes são tendenciosos a dar causa ganha para o funcionário que arraja "testemunhas" sabe Deus da onde.

    Não fico com funcionário preguiçoso, desleixado, que trata mal os moradores que nao coopera com a parte de segurança, etc....

    Esses dias dei dois dias de suspensão para o zelador porque me desacatou. Já recebeu 3 advertencias e agora uma suspensão de dois dias e na próxima, rua......A a demissão dele é uma grana boa, mas, não deixar o condominio por causa dele.

  • Angelina Somolanji R. Oliveira respondeu há 687 dias atrás

    João Paulo:
    É complicada a situação para você e mais ainda para o síndico, que deve ter recebido pressão para a demissão por justa causa.
    Eu como síndica dou advertência por atraso, com certa frequência, mas também entendo as justificativas só que faço a pessoa compensar o atraso, acordo nosso se a pessoa vale a pena.
    Justa causa não é tão fácil de provar em justiça, mas também não é mais tão impossível. Se você acha que foi prejudicado e houve exageros, entre na justiça e peça seus direitos, provavelmente ganhe.
    Mas conselho de síndica, evite atrasos e discussões em um próximo emprego. A portaria é de extrema importância para o prédio e não pode falhar. Uma falha nestew setor pode significar a entrada de pessoas dispostas a roubar condominos e até a matar porteiros, portanto cuidado e um pouco mais de responsabilidade. Ou então procure outro tipo de emprego, pois a portaria de prédio é assim mesmo, muita responsabilidade e pouca diversão.