ganhe pontos, vire um especialista!
Publicidade

Pontuação

Entenda como funciona a pontuação
  • Início 100 pontos
  • Perguntar -5 pontos
  • Responder 5 pontos
  • Boa Resposta 7 pontos

Qual a função do Zelador no Condomínio?

Por: Valmir Roberto

932 dias atrás
Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.

Respostas (7)

  • ANTONIO CARLOS EVANGELISTA respondeu há 932 dias atrás

    Adalberto,
    Boa Tarde.
    Além das funções inerentes ao Zelador; estou enviando-lhe já um contrato( fac simile ) entre um Condomínio e o Zelador:


    CONTRATO DE TRABALHO POR EXPERIÊNCIA


    EMPREGADOR: CONDOMÍNIO ..........................., localizado na Rua . ...... Porto Alegre/RS, inscrito no CNPJ sob o nº .............., neste ato representado pelo Síndico(a), Sr(a)..............................................................

    EMPREGADO : ................................................................................................................................
    CTPS : ......................................................., CPF ..............................................
    CI : ............................................................., endereço...........................................
    ...............................................................................................................................

    As partes acima identificadas têm, entre si, justo e acertado o presente Contrato de Trabalho para fins de experiência, que se regerá pelas seguintes cláusulas:

    CLÁUSULA 1ª ? DO OBJETO

    O EMPREGADO é admitido, nesta data, para exercer a função de ZELADOR/SERVIÇOS GERAIS, no endereço do EMPREGADOR e executará as seguintes tarefas:

    a) limpar as áreas comuns e recolher o lixo;
    b) executar pequenos consertos, reparos e pinturas;
    c) efetuar a troca de lâmpadas, interruptores, disjuntores, registros, torneiras, etc;
    d) realizar a conservação e a manutenção das floreiras e/ou jardins;
    e) supervisionar a manutenção de máquinas, motores, bomba d?água e dos demais equipamentos e instalações do condomínio;
    f) atender o carteiro, receber e distribuir a correspondência;
    g) acompanhar a visita de técnicos das concessionárias de água, luz e telefonia;
    h) caso o condomínio possua gás central, solicitar o reabastecimento, acompanhar o entregador, controlar a repesagem, realizar mensalmente a leitura dos medidores e encaminhá-las à administradora.
    i) controlar o estoque de materiais de limpeza, elétrico e hidráulico;
    j) auxiliar nos serviços de emergência;
    k) providenciar o acerto de notas, adiantamentos e demais documentos autorizados pelo síndico junto a administradora.
    l) demais tarefas pertinentes a função de zelador de condomínio.


    Além das tarefas, o EMPREGADO também deverá:

    a) desempenhar suas funções com zelo e atenção;
    b) ser assíduo e pontual;
    c) registrar o horário de entrada e saída corretamente, caso o condomínio adote controle de ponto;
    c) justificar ao síndico as faltas ou atrasos, no máximo, em 24h após a ocorrência do fato;
    d) apresentar-se limpo e vestido adequadamente;
    e) atender as pessoas de forma educada e gentil;
    f) zelar pela conservação dos bens, pela ordem e segurança do local de trabalho;
    g) acatar as ordens do síndico, determinadas por ordens de serviço, cartas ou circulares, bem como cumprir as normas internas do condomínio.

    CLÁUSULA 2ª - DO HORÁRIO

    O EMPREGADO cumprirá o horário de trabalho, de segunda a sexta-feira, das xxh às xh, com 0x:00h de intervalo para descanso e alimentação, e sábado das xxh às xxh, com xxh de intervalo para descanso e alimentação, totalizando uma carga horária semanal de xxh e mensal de xxxh.

    § 1º - O EMPREGADOR poderá alterar o horário trabalho e intervalos, quantas vezes for preciso, desde que respeitados os limites legais, bastando prévio aviso ao EMPREGADO, sem que lhe assista qualquer direito de indenização.

    § 2º - O EMPREGADOR poderá ampliar o horário normal, inclusive em período noturno, por motivo de força maior ou para atender a realização ou conclusão de serviços inadiáveis ou cuja inexecução possa ocasionar prejuízo manifesto, conforme dispõe o artigo 61 da CLT.

    § 3º - O EMPREGADOR poderá ampliar a jornada diária, sem qualquer acréscimo de salário, compensando o excesso de horas de um dia pela correspondente diminuição em outro dia, desde que não seja ultrapassado o limite máximo de 10 (dez ) horas diárias, nos termos do § 2º, do artigo 59 da CLT.

    § 4º - O EMPREGADOR e o EMPREGADO, estipulam que ocorrendo interrupção do trabalho, resultante de causas acidentais ou motivos de força maior, poderá o EMPREGADOR se utilizar dos direitos de recuperação do tempo perdido, em conformidade com o § 3º do artigo 61 da CLT.

    CLÁUSULA 3ª - DO SALÁRIO

    Pelos serviços prestados, o EMPREGADOR pagará ao EMPREGADO, o salário de R$.........................( .................................................................... .......................) por mês, mais Adicional de Insalubridade, calculado em 20% sobre o Salário Profissional.

    O empregador, por seu exclusivo arbítrio e sem qualquer caráter obrigacional, poderá conceder adiantamentos salariais, que serão descontados no mês a que se referir o desconto.

    CLÁUSULA 4ª - DOS DESCONTOS

    Além dos descontos legais e dos expressamente autorizados em norma coletiva, o EMPREGADOR, poderá descontar do EMPREGADO, os prejuízos causados por culpa ou dolo, nos termos do § 1º , art.462 da CLT, sem prejuízo da penalidade que a ação ou omissão importar.

    CLÁUSULA 5ª - DAS DESPESAS COM TRANSPORTE

    Caso o EMPREGADO faça uso do transporte regular público em seus deslocamentos residência-trabalho-residência, deverá solicitar ao EMPREGADOR, por escrito e contra-recibo, o fornecimento de VALE-TRANSPORTE.

    CLÁUSULA 6ª - DOS UNIFORMES

    O uniforme de trabalho, quando exigido seu uso, será fornecido e pago pelo EMPREGADOR em número máximo de 2 (dois) ao ano. Quando da substituição do uniforme ou em caso de rescisão contratual, o EMPREGADO deverá devolvê-lo, qualquer que seja seu estado de conservação.

    CLÁUSULA 7ª - DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

    O EMPREGADO obriga-se a usar o equipamento de proteção fornecido pelo EMPREGADOR e solicitar sua reposição sempre que for necessário, nos termos do art.158, incisos I e II e parágrafo único da CLT.

    CLÁUSULA 8ª - DO PRAZO

    O presente contrato tem caráter experimental, vigorando por xx (xxxxx) dias, de ......../........./......... à ........./........../.......... .

    § 1º - Poderá o presente contrato ser prorrogado, uma única vez, observado o limite máximo estabelecido no parágrafo único do artigo 445 da CLT.

    § 2º - Ao término do período de experiência, será o mesmo extinto sem aviso prévio e pagamento de qualquer indenização.

    § 3º - Permanecendo o EMPREGADO no desempenho de suas funções após a prorrogação, o presente contrato terá seu prazo transformado para indeterminado, permanecendo em vigor as demais cláusulas.

    E por estarem de pleno acordo, EMPREGADO e EMPREGADOR, assinam o presente contrato na presença de duas testemunhas.

    Porto Alegre, ........ de .......................... de ......... .


    EMPREGADOR : ..................................................................................


    EMPREGADO : .....................................................................................

    TESTEMUNHAS:
    .................................................... .................................................................

    Material produzido por Rudnei Maciel ? advogado
    Profº FARS www.fars.org.br
    e colaborador da Folha do Síndico

  • ANTONIO CARLOS EVANGELISTA respondeu ANTONIO CARLOS EVANGELISTA há 932 dias atrás

    Adalberto.
    Boa Tarde.

    Por não possuir bola de cristal, e não saber em que estado ou Cidade que você está, é que lhe enviei este detalhes e contrato de um Estado.
    É claro que se soubesse que você é de Sorocaba, iria procurar para lhe enviar algo relacionado a função de Zelador em Sorocaba.
    Mas o Conteúdo em geral, é o mesmo, sendo que alguns ítens pode ser efetivos em um Estado e em outro não.

  • Renata Padovan Barboza Carneiro respondeu ANTONIO CARLOS EVANGELISTA há 896 dias atrás

    Quanto recebe, em média, um zelador(a) que não more no condomínio (sem áreas de lazer)? Obrigada!

  • Marisa Marta Sanchez respondeu Renata Padovan Barboza Carneiro há 895 dias atrás

    Não faço ideal de como está por aí em BH mas o piso fica em torno de uns R$900,00 para uma jornada de 44 hs semanais. E mais o vale transporte. Provavemente a categoria tem direito à cesta básica e quase certo de acumulo de funcão (10 a 20% do salário).

    E claro, você tem que contar com os encargos trabalhistas, férias e 13º. Não morando no précio existirão as inevitáveis faltas, os atestados médicos mais gelados que a Siberia, mas faz parte.

    Para você saber com certeza só mesmo consultando o síndicato local.

  • Marisa Marta Sanchez respondeu há 932 dias atrás

    Todas as funções elencadas na Convenção Coletiva de Trabalho de Sorocaba ( você consegue fácil no site do sindicato local) e mais aquelas funções que, mediante contrato e pagamento de acumulo de função, vocês contratarem.

    Preste atenção: normalmente não é função de zelador a coleta de lixo, limpeza, distribuição de correspondência etc. Então para ele desempenhar essas funções provavelmente vocês pagarão o acumulo de função. Detalhes realmente só na convenção, porque cada cidade tem seu próprio sindicato.

    Abraços

  • Maria Telma Falcão de Carvalho respondeu há 932 dias atrás

    Adalberto,

    zelador é o braço direitro do sindico e, na falta do sindico ele tem que resolver quase todfos os problemas.

    O principal papel dele é zelar, no sentido literal da palavra. Hoje em dia o zelador é quase um administrador de condominios, ou o chamado gerente condominial. Ele não limpa áreas de serviços, quem faz isso é o pessoal da faxina e, dependendo do tamanho do condominio, suas funções variam. Se for um prédio, ele tem determinadas funções se foram 10 prédios ele tem outras funçõesx. Então, dependce do tamanho do condominio.

  • PRINCIPE EGLER respondeu há 932 dias atrás

    Zelador é o empregado a quem compete, salvo disposição em contrário no contrato individual de trabalho, as seguintes tarefas: a) Ter contato direto com a administração do edifício e agir como preposto do síndico ou da administradora credenciada; b) Transmitir as ordens emanadas dos seus superiores hierárquicos e fiscalizar o seu cumprimento; c) Fiscalizar as áreas de uso comum dos condôminos ou inquilinos, verificar o funcionamento das instalações elétricas e hidráulicas do edifício, assim como os aparelhos de uso comum, além de zelar pelo sossego e pela observância da disciplina no edifício, de acordo com o seu regimento interno ou com as normas afixadas na portaria e nos corredores.