;

Atribuições do Síndico

Dia do Síndico!

Parabéns para você que se comprometeu em ajudar a sua comunidade condominial a ser cada vez melhor

Parabéns para você que se comprometeu em ajudar a sua comunidade condominial a ser cada vez melhor

Hoje, 30/11, é dia do síndico!

Nós, do SíndicoNet, temos muito orgulho em ser o braço direito do síndico brasileiro há 20 anos!

E para homenagear você, síndico, chamamos grandes profissionais do mercado para responder a seguinte pergunta: o que é ser síndico para você?

Veja as respostas abaixo e se orgulhe do tamanho da sua missão e comprometimento com o condomínio!

Ser síndico é ter o espírito de liderança, altruísmo e a generosidade  para dedicar seu tempo para fazer do condomínio um lugar melhor

Angelica Arbex, gerente de marketing da administradora Lello

 

Ser síndico é dedicar tempo e conhecimento em prol da coletividade, buscando sempre o bem-estar de todos no condomínio. Muitas vezes, visto como ‘o chato”, o síndico está apenas cumprindo a determinações da Convenção, Regimento Interno e da assembleia de condôminos, que é soberana. Por isso, nesta data, o Secovi-SP reafirma seu respeito e admiração por esta pessoa que exerce com competência e responsabilidade a função de síndico em milhares de condomínios paulistas”.

Sérgio Meira de Castro Neto é diretor de Condomínios do Secovi-SP (Sindicato da Habitação)

 

Ser síndico é muito mais do que ser o representante legal do condomínio, é ter espírito colaborativo e uma visão do que é viver em sociedade, e ter que cuidar para que todos que a integram possam viver em harmonia, com qualidade de vida, agregando valores às pessoas e também ao patrimônio comum de todas elas

Maria Lucia Abdalla, diretora da administradora OMA

 

Ser síndico é cuidar, saber trabalhar em equipe, ser paciente para ouvir, ter bom senso para lidar com conflitos, habilidade para tratar com pessoas e muito cuidado com as contas. E o mais importante: fazer tudo isso simplesmente porque gosta do que faz.

Fernando Fornícola é diretor da administradora Habitacional

 

Ser síndico requer bom senso, paciência e, principalmente, conhecimento multidisciplinar para administrar essas verdadeiras cidades, que são alguns condomínios.

Profissionalismo, zelo pelo patrimônio comum e aqueles atributos que influenciam na harmonia entre os condôminos são desejáveis para aquele que se dispõe a gerir essa comunidade. Em síntese, o síndico deve ser um fator de comunhão

Deve unir os laços, aparar as arestas e atuar como o grande navegante na Torre de Babel que são os modernos condomínios brasileiros. Nesta data, o Secovi-SP, por meio da vice-presidência de Administração Imobiliária e Condomínios, cumprimenta os milhares de síndicos que se dedicam à esta importante tarefa.

Hubert Gebara é vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) e colunista do SíndicoNet

 

Síndico é ser zeloso com o patrimônio dos demais e estar preparado para prestar contas de todos os seus atos de forma profissional. É saber ouvir e lidar com a insatisfação dos condôminos e moradores que, muitas vezes, lhe é injustamente direcionada

André Luiz Junqueira, advogado especialista em condomínios

 

Ser síndico é ter uma visão ampla e estratégica, é cuidar do bem-estar dos condôminos - o maior patrimônio do condomínio. É garantir uma gestão assertiva, transparente, imparcial e que preze sempre pela ética

Aldo Castro  é  síndico profissional, foi nosso síndico do mês de agosto

 

Ser síndico é estar comprometido com moradores e funcionários, garantindo o bem-estar de todos disponibilizando seu tempo em prol das necessidades de cada um, de maneira imparcial. 

Vania Dal Maso é gerente de atendimento ao cliente da administradora Ita-BR

 

Ser síndico é defender o patrimônio comum, cuidar e zelar pelo bom funcionamento do prédio, administrar as contas, saber ouvir, manter-se atualizado, educado e procurar o convívio harmonioso da comunidade. Não podemos ainda esquecer que devemos ter um bom jogo de cintura, ser diplomáticos e as decisões devem ser iguais indepentende do condômino.

Nilton Savieto é síndico profissional

 

Ser síndico é exercer um trabalho árduo para atender aos anseios dos moradores e mudar para melhor a coletividade na qual se está inserido, mesmo que muitas vezes que o trabalho possa parecer ingrato e sem reconhecimento, existe uma enorme gratidão pessoal por estar realizando o que deve ser feito em prol da sua comunidade

Rodrigo Karpat é o especialista do SíndoNet, respondendo as dúvidas enviadas pelos nossos leitores. Também é advogado especialista em condomínios

 

Ser síndico é cuidar do patrimônio de todos com o reconhecimento de poucos, é trabalhar por todos  mas com a ajuda de quase nenhum, e principalmente, escutar e atender as reivindicação de todos, sendo atendido por quase ninguém.

Mas, acima de tudo, ser sindico é trabalhar , trabalhar, trabalhar, com a certeza de que também quase nunca será reconhecido por isso, mas mesmo assim, continua trabalhando, trabalhando e trabalhando, até chegar o  momento em que é substituído por alguém que passou o tempo todo lhe criticando mas que quando chega sua vez, ai sim, todos reconhecerão que ele sim, era a pessoa certa.

Inaldo Dantas é advogado especialista em condomíios, presidente do Secovi-PB e colunista do SíndicoNet

 

Ser síndico é ter a coragem e a responsabilidade de cuidar do maior patrimônio em um condomínio: o ser humano que ali habita!

Marcelo Moreira Duarte é especialista em administração condominial, diretor da Sigecon e colunista do SíndicoNet

 

Ser síndico é ser conciliador, responsável ético, moral e financeiramente pelo patrimônio coletivo que é o condomínio"

Alexandre Marques é advogado especialista em condomínios e colunista SíndicoNet

 

Sendo um profissional da área jurídica, a primeira ideia que me ocorre é a de representante legal do condomínio. Mas todos sabemos que ser síndico significa muito mais que isto, sendo uma função que demanda dedicação diária e sacrifícios pessoais variados, como se fosse um sacerdócio.

É ter que encontrar tempo para todos (condôminos, ocupantes, empregados do condomínio, vizinhos, prestadores de serviço) e encontrar uma brecha para si mesmo, para resolver os afazeres familiares, sociais e profissionais.

É ser um pouco de tudo: administrador, psicólogo, assistente social, mediador, advogado, engenheiro e por aí vai. E é cumprir todas as suas atribuições sem esperar nada em troca, posto que, no mais das vezes, quando tudo funciona e progride, recebe o silêncio como sinal de gratidão.

Diante de tal quadro eu externo meu respeito e admiração por todos os abnegados que assumem a difícil função de ser síndico, parabenizando-os por sua data festiva e recordando que nada supera a satisfação de ser útil para a comunidade condominial, bem como de dever cumprido. Meus parabéns para todos os síndicos do Brasil!

João Paulo Rossi Paschoal é advogado especialista em condomínios e professor da UniSecovi
 

Ser síndico é ser líder, é ser equiparado a um prefeito, com grandes responsabilidades que muitas vezes não agradam a todos. O síndico as vezes acaba sofrendo até em sua relação pessoal com seus vizinhos para cumprir uma boa gestão

Alexandre  Furlan é diretor do Instituto Muda e colunista do SíndicoNet
 

Ser síndico, por lei, é quem administra, sempre de forma racional, imparcial e com um olhar horizontal. Mas, na prática, ser síndico é por vezes se sentir só mesmo que acompanhado. Buscar a esperança do novo dia, no por do sol. Defender a unidade, quando a dissolução é unânime. É unir inspirações, aspirações e individualismos. Ser síndico é ser líder em prol de um patrimônio.

Cristiano de Sousa é advogado especialista em condomínios
 
Ser síndico é doar parte do tempo e conhecimento para administrar conflitos e encontrar soluções sempre em busca de um melhor convívio para aqueles que escolher viver em comunidade. 
 
Fernando Augusto Zito é advogado especialista em condomínios e colunista do SíndicoNet
 

Ser síndico atualmente é  atuar com precisão de cientista pelas responsabillidades que assumem  e os condôminos lhes impõem, mas igualmente  exercer  a função com paixão de artista que a atividade certamente exige no dia a dia  de todos que nela se envolvem.

Gabriel Karpat é diretor da administradora GK e colunista do SíndicoNet
 

Derivado do grego σ?νδικος , a palavra síndico, ao pé da letra, significa patrocinador da justiça. 

Na minha opinião, ser síndico nos dias de hoje, significa ser um individuo altruísta, ser alguém abnegado, com infinita paciência. Sendo que esta última palavra é a chave da definição do que é ser síndico.

É alguém que possui a mais nobre das virtudes do ser humano: autocontrole emocional. É o  profissional que suporta situações desagradáveis, injúrias e o incômodo de terceiros, sem perder a calma e a concentração. É Alguém resiliente, perseverante e  tolerante com os erros alheios ou diante situações e fatos indesejados

Henrique Ferrer é síndico profissional e foi síndico do mês de novembro
 

Ser síndico é se doar em favor da comunidade buscando o bem comum e atuando não só como gestor dos interesses do condomínio e, por consequência, dos condôminos mas também como guardião das regras e Procedimentos a fim de ajudar a manter a segurança de todos assim como a promover a proteção de suas instalações físicas. 

José Elias de Godoy é consultor de segurança e colunista do Síndiconet
 

Para mim ser sindico é entregar um pouco de si, para ver as coisas como você gostaria que fosse em todos os seguimentos de sua vida, com clareza, com lisura, com dedicação e sobretudo entendendo e sabendo ouvir opiniões diferentes.

Moises Oliveira Santos é síndico profissional e foi o gestor do mês de outubro

 

Ser síndico é estar interessado no conjunto, no todo da vida condominial. É saber que se está executando um trabalho importante todos os dias. É ter um espírito forte e um aprendizado para toda a vida.

Julio Paim é sócio e fundador do SíndicoNet

 

Ser síndico é poder mudar para melhor a coletividade na qual você está inserido, é poder mudar o mundo. Muitas pessoas mudando “pequenos mundos”, o mundo se torna um lugar melhor.  

Ricardo Karpat é diretor da Gábor RH

 

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...