Coluna: De Olho no Mercado

Crédito para condomínios

Start-up de finanças tem seu foco em condomínios comerciais e residenciais

Por Mariana Ribeiro Desimone

sexta-feira, 25 de maio de 2018


Todo mundo, uma vez ou outra, precisa de crédito. Seja para comprar algo que vai gerar uma economia no futuro, iniciar uma grande obra ou até, porque se viu em uma situação inesperada.

Com os condomínios não é diferente. O que não é igual, infelizmente, é a oferta de crédito, muitas vezes ainda de difícil acesso aos empreendimentos.

Pensando nisso, Artur da Silva Junior ajudou a fundar a primeira fintech (empresa com serviços financeiros agregados às facilidades proporcionadas pela tecnologia) especializada em condomínios, a CondoBlue. 

“Todo nosso processo é digital, de forma a facilitar o acesso aos nossos clientes. Usamos contratos eletrônicos, temos nosso aplicativo e atendimento multicanal, tudo para nos comunicarmos da melhor forma, e com agilidade, com quem busca os nossos serviços”, explica o sócio-fundador Artur da Silva Junior.

Como funciona o crédito para condomínios

A empresa trabalha com duas frentes de produto para condomínios: capital de giro e garantia de recebimento da taxa condominial. 

Capital de giro

O condomínio pode estar precisando de dinheiro para as mais variadas necessidades, seja dispensar um funcionário, obras emergenciais, aquisições, impostos atrasados, reequilíbrio do caixa ou até pagar uma indenização judicial.

“É bem difícil para o condomínio conseguir um crédito significativo em bancos e financeiras tradicionais”, aponta Artur.

Além da agilidade para aprovação, o principal diferencial é não existir a necessidade de avalista ou garantia real para concessão do crédito.

“A taxa de juros depende do perfil do condomínio, seu tamanho, finalidade do crédito, inadimplência, entre outros fatores.”, enumera Artur.

Outro benefício é o início do pagamento: o síndico pode esperar até três meses para começar a pagar as parcelas.

Este tipo de crédito é para qualquer finalidade e pode ser parcelamento em até 48 meses com taxas a partir de 2,99% a.m.

Garantia da taxa condominial

Com esse serviço, o condomínio tem certeza de quanto irá receber todo mês, evitando, assim, surpresas com a inadimplência.

“Cobrar os devedores passa a ser um problema nosso. O síndico recebe até 96% da sua arrecadação mensal. Esse é o custo do pelo risco de cobrar quem deve ao condomínio”, explica ele. 

Nesse caso, é a CondoBlue quem irá cobrar os inadimplentes, dentro dos conformes da lei. O condomínio não arca com nenhum outro custo neste processo. A metodologia aplicada pela empresa também é um diferencial frente a outras opções semelhantes.

Para contratar esse serviço, é realizada análise baseada no perfil e inadimplência do condomínio e sempre é necessária aprovação em assembleia. 

Crédito para quem trabalha para o condomínio

Além de crédito para o condomínio, a empresa também possui opções de crédito diferenciado para funcionários e fornecedores do condomínio

“Da mesma forma que o condomínio, seus funcionários e fornecedores também podem contar com a empresa para acesso a crédito diferenciado”, analisa ele.

Saiba mais

CondoBlue  ou ola@condoblue.com 0800 444 3444 ou 11 4200 4442