Infiltrações

Infiltrações X Impermeabilização

O que o síndico deve saber para lidar com esse problema

Por Mariana Ribeiro Desimone

sábado, 11 de dezembro de 2010


Segundo enquete realizada no SíndicoNet, problemas de infiltrações costumam atingir mais de 83% dos condomínios. São gotejamentos na garagem, paredes com mofo, fachadas comprometidas, coberturas com infiltrações constantes, etc.  Quem é ou já foi sindico, sabe o quanto isso é comum, desgastante e dispendioso. 

O fato é que para saber lidar com esta questão, é preciso ter um mínimo de conhecimento técnico para não cair em armadilhas.

As dicas abaixo foram levantadas com Engenehiros especilistas, para que o síndico, que muitas vezes é leigo no assunto, saiba lidar com este problema.

Maiores incidências e prevenção

Contratação e manutenção

Formas de tratamento

Local Modo de tratamento e materiais
Lajes Antes da aplicação deve-se analisar a situação da estrutura da laje, certificar-se se está com trincas etc. O procedimento adotado é a utilização da manta asfáltica. A manta é aplicada e sobe cerca de 30 cm do chão para a parede, impedindo que a água penetre por debaixo da manta.
Infiltrações em geral Premer (tinta preta) que é aplicado no chão das lajes e nas regiões onde ocorrem infiltrações. Em muitos casos não é eficiente, pois o problema é maior e deve-se realizar um tratamento mais aprofundado.
Jardins Prédios que são construídos em cima de laje e possuem jardim em cima da garagem, por exemplo, devem aplicar a manta anti-raiz, à base de petróleo e poliéster. É um material que impede que as raízes das árvores penetrem no subsolo, provocando infiltrações (quanto maior o tamanho das árvores, maior a espessura da manta, de 3mm, 4mm).
Janelas de fachada de vidro Impermeabilização através de silicone, aplicação na parte externa da fachada. Em alguns casos, devido à exposição ao tempo, a água da chuva se infiltra nas vigas das janelas.

Serviço

Fontes consultadas: Engenheiro Antonio Simonetti, Veda Laje Impermealização; Renato dos Santos, Engenheiro Civil, LVM Brasil; Engenheiro Velloso, VIP Inspeções