O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

Inadimplentes tem direito a voto na questão de mudança estrutural, pois precisamos de 2/3.

Por Marcelo Parolin
Perguntou há mais de 1 ano

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (4)

Ordenar:

Maria Telma Falcão de Carvalho
Maria Telma Falcão de Carvalho

Respondeu há mais de 1 ano

Marcelo,

Os inadimpletes só participam de votação que exijam unanimidade. Quandfo o quorum é 2/3, trata-se dos moradores adimplentes.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Marcelo Parolin
Marcelo Parolin

Comentou há mais de 1 ano

É complicado mesmo, acho que teremos problemas.
Muito obrigado.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

Entendo que não.

Abraços

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ana Paula
Ana Paula

Respondeu há mais de 1 ano

É bem complicado! Vc pode complicar a sua vida , pois quem não está inadimplente for contra, não vai aceitar que perdeu para os inadimplentes. Eu não gostaria!

Essa mudança estrutural é urgente?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
isabela
isabela

Respondeu há mais de 1 ano

Não, pois o mesmo se encontra em divida com suas obrigações.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.