O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

O síndico suspendeu as decisões da assembléia, como fazer p/ cancelar a nova AGE, que ele marcou?

Por Ana Maria de Oliveira
Perguntou há mais de 1 ano

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (6)

Ordenar:

Maria Telma Falcão de Carvalho
Maria Telma Falcão de Carvalho

Respondeu há mais de 1 ano

Ana,
Qual o motivo da suspensão da AGE?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

Por acaso estaríamos falando em AG que destituiu o síndico? Se sim, minha resposta não vale.Você não nos informa muita coisa, apenas que as decisões de uma AG não estão sendo cumpridas mas que se marcou uma nova AG em seguida.

Grosso modo, sem saber do que se trata, eu diria que o melhor é comparecer nessa nova AG e deliberar novamente. Se o deliberado anteriormente continuar sendo bom para o prédio eu não tenho dúvida que se manterá a decisão.

Axé

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Angela Merici Grzybowski
Angela Merici Grzybowski

Respondeu há mais de 1 ano

Ana, o melhor não é suspender a AGE é PARTICIPAR da AGE para cobrar explicações e tomar decisões, inclusive, mobilize os demais condôminos para que o maior número possível compareça, nem que seja via procurador.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
francisco freitas mendes
francisco freitas mendes

Respondeu há mais de 1 ano

Ana, as decisões de assembleia regularmente instaladas, com quorum adequado, não pode ser cancelada. Não cabe ao sindico cancelar decisão de assembleia, pelo contrario, o codigo civil diz: COMPETE AO SINDICO: " CUMPRIR E FAZER CUMPRIR, A CONVENÇÃO , O REGULAMENTO INTERNO E AS DETERMINAÇAÕES DA ASSEMBLEIA." Portanto, na proxima AGE, mostre a lei a ele e reuna condominos para votarem contra a proposta da nova AGE, bem como ratifiquem o que foi aprovado na anterior, caso seja do agrado da maioria. Em ultimo caso, reuna voce 1/4 dos condominos em assembleia e destituam o sindico pelo não cumprimento da lei.

Francisco

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Ana Maria de Oliveira
Ana Maria de Oliveira

Comentou há mais de 1 ano

Obriada Francisco, vou seguir suas instruções.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Miguel Lucas Junior
Miguel Lucas Junior

Respondeu há mais de 1 ano

Oi Ana, você não foi específica em sua pergunta, fornecendo-nos mais detalhes.

O Síndico não têm poder para suspender o que foi deliberado em assembléia, portanto mostre o que diz o código civil aos moradores, e façam cumprir o que foi deliberado.

Boa sorte!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Fabricio Paiva
Fabricio Paiva

Respondeu há mais de 1 ano

A cada seis meses pode ter uma ata, portanto é melhor manter a pressão nas assembleias. Consiga quem lhe apoie e cobre explicações se o assunto for sério, ou faça essas cobranças na prócima assembleia

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Comentou há mais de 1 ano

Fabricio, legalmente exige-se uma AGO por ano. Isso é o mínimo. E tantas AGEs quantas os interessados julgarem necessário, (absolutamente sem limites). Então se existirem três, quatro ou cinco assembleias no ano, existirão três, quatro ou cinco ATAs.

Simplesmente não existe limite de uma ATA a cada seis meses, ok?

Abraços

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.