O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

Pode condômino retirar-se de AGC em andamento e depois retornar?

Por Marcos
Perguntou há mais de 1 ano

Se, durante a realização de uma AGC, um condômino retirar-se por vontade própria, for registrado na ata sua saída, e depois ele retornar e desejar voltar a participar, se for possível, basta registrar em ata o fato?

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (5)

Ordenar:

Edylson Campos
Edylson Campos

Respondeu há mais de 1 ano

Sr. Marcos, bom dia.

É plenamente possível o fato em questão, pois não existe nada de abominável, no campo jurídico, nem reprovável nesta ausência momentânea. Pergunto: e se o condômino passar mal durante o encontro, como fica? Toda vez que sentir necessidade de ir ao banheiro, em sua residência, haverá o respectivo registro em ata? Não seria esta atitude formal totalmente desnecessária frente a discussão e votação da respectiva pauta? A meu ver um ato exagerado, pois bastaria registrar a ausência da unidade nos momentos específicos de votação, apenas isto.

Pondere este aspecto e registre apenas o que for realmente importante para a apreciação da pauta - para o desenvolvimento exclusivo dos trabalhos e respeito ao quórum específico de votação. Apenas isso.

Boa Sorte.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Sindiquinho
Sindiquinho

Respondeu há mais de 1 ano

Marcos, tudo depende da ocasião, se ele se retirou por esdruxulo impulso, ou motivo desvairado, nada mais justo que veta-lo nas discussões que já foram encerradas e/ou iniciadas; quanto ao retorno, se ele já houver assinado a lista de presença, é razoável que ele retorne á mesa e discuta normalmente, sendo necessário registro em ata apenas dos itens em que ele foi impedido de opinar/votar. Mas, uma dica informal que lhe dou, é flexibilizar estas relações, e deixar que ele volte, vote, e fica todo mundo satisfeito, boa sorte!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

Sim, sem nenhum problema.

Abraços

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marcos
Marcos

Respondeu há mais de 1 ano

Agradeço as respostas. Pelo que entendi (e já desconfiava) condômino retirar-se de AGC em andamento e depois retornar, desde que nas deliberações em que ele não esteja presente fique observado na ata sua ausência. Acredito também que, sua saída antes e retorno depois de uma deliberação não justificam que a mesma seja feita novamente e que será válida a decisão tomada pelos presentes, correto?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Comentou há mais de 1 ano

Marcos se ele avisa à assembleia que está indo embora evidente que você registra isso, ou a votação mano a mano não bate. E se ele retorna você também registra o retorno, pelo mesmo motivo.

Mas se ele só foi até ali [banheiro?) e voltou sem que se deliberasse nada, nem precisa registrar a pausa para o pipi, ok?

Evidente que você não precisa retomar as matérias que ele perdeu, o trem anda.

Abraços

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
francisco carlos goldbaum sant
francisco carlos goldbaum sant

Respondeu há mais de 1 ano

sem nenhum problema , o registro em ata e alguma consequencia da ausencia , seria apenas no caso de votações que exijam quorum qualificado , ficando no caso de ausencia mesmo que momentanea , por exemplo alguma votação com numero de presentes abaixo do obrigatório para o tema da pauta !

Fonte: auto didata

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Ranking do Mês

Usuários que mais respondem as perguntas

Pontuação
Entenda como funciona
Ranking geral

Faça suas cotações agora:

7.146 Compradores
14.703 Cotações
6.000 Fornecedores
Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.