O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

CARTA ABERTA A TODAS PARTES QUE POSSAM SERVIR DE TESTEMUNHAS, OU AJUDAR NUM FUTURO PROCESSO.

Por Conceição Soares
Perguntou há mais de 1 ano

PERDAS:
Por conta deste processo o marido perdeu o emprego de 29 anos, no dia 31 de outubro de 2003 no Banco Bradesco, faltava apenas 2 anos para aposentadoria, no Banco Santander deixou de ser admitido, com data marcada para inicio das tarefas, em outras empresas conseguia o emprego por referências de amigos, porém quando havia a fusão dos bancos demitiam porque era funcionário de responsabilidade e estas empresas não aceitam certidão positiva de um membro da família (parente próximo) ou seja um processo judicial em andamento, e a desculpa era por corte de orçamento. Na época ele tinha um salário por volta de R$ 3.572,00, evoluindo hoje estaria em torno de R$ 8.000,00
A maioria dos bancos (empresas que o marido trabalhou) não analisaram e não pediram a certidão de objeto e pé e nem esclarecimento. Não se importaram com a estrutura familiar promoveram e provocaram o sintoma de depressão, causando perdas e danos à família toda.
Maria se preparou para a profissão de corretora de imóveis, e o Conselho soube respeitar e analisar a certidão de objeto e pé porque respeita a Constituição do Brasil, ?todo cidadão brasileiro tem direito ao trabalho?.
DANOS
1) Maria, anteriormente ao processo teve vínculo empregatício nas empresas: Nadir Figueiredo, Prodan, Arno, Horsa Hotéis, Caesar Park Hotel, Transamérica Coml e Serviços e American Resorts, não conseguiu emprego vinculo empregatício até a presente data;
2)recolheu o INSS integral até a aposentadoria do marido.
3)vendeu o imóvel abaixo da avaliação de mercado para deixar de ser perseguida;
4)vendeu o veículo da família abaixo da avaliação de mercado para sustentar a família;
5)implorou desconto na mensalidade escolar do filho para continuar com a escola particular.
Pergunta a todos com necessidade de respostas:
1) A Constituição Brasileira tem algum valor perante os advogados de má fé.
2) Estas advogadas (autora e advogada do processo) notoriamente agiram de má fé, continuam atuando como se nada tivesse acontecido, como poderão ser punidas ? estavam realmente preparadas para o cargo ?
3) Neste caso o processo inicial não foi lido pelo Juiz porque se tivesse, não tinha dado andamento ( a juíza estava cobrindo as férias do titular, estava preparada para o cargo ?) e este profissional recebe através dos recursos públicos que são recolhidos pelo povo brasileiro, a Maria é uma cidadã, recolhe os impostos e quando necessita do profissional para defesa, é isto que acontece?
4) Será que vale a pena processar o Condomínio por danos ? irá demorar mais 10 anos para resolver ? aí se passaram 20 anos, estarei com 66 anos !
5) A síndica atual do condomínio até hoje não informou para os condôminos que Maria ganhou o processo, tem lei para isto ?

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (3)

Ordenar:

DelimaSindico
DelimaSindico

Respondeu há mais de 1 ano

Voce deve procurar um advogado.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Conceição Soares
Conceição Soares

Comentou há mais de 1 ano

Estou com a advogada para processar o Condomínio é a mesma que me defendeu , porém procurei por jurisdição e não encontrei nada parecido com o meu caso o jeito é denunciar as 2 advogadas e a juiza que deu andamento no caso à OAB e ao Ministério Público e ver o que acontece, quero ver como irão se defender porque agiram de má fé.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Maria Telma Falcão de Carvalho
Maria Telma Falcão de Carvalho

Respondeu há mais de 1 ano

Conceição,

Me desculpe, eu não entendi o que o condominio tem a ver com a Maria.
Pode contar?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Conceição Soares
Conceição Soares

Comentou há mais de 1 ano

vc tem de ler todos os depoimentos, vc leu o último e este foi o de perdas e danos.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Angela Merici Grzybowski
Angela Merici Grzybowski

Respondeu há mais de 1 ano

Conceição, vc deve procurar um advogado com os documentos e provas que tiver, mas duvido muito que consiga provar que o marido foi prejudicado profissionalmente por um processo que a esposa (síndica) tenha sofrido entre outros fatos que vc cita; só por isso, cabe pensar muito bem sobre o que fazer, pois processar é fácil, provar é que são elas.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Conceição Soares
Conceição Soares

Comentou há mais de 1 ano

É muito o que pensar por isto estou pedindo ajuda, técnica existe, o que importa é o resultado, agradeço.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Ranking do Mês

Usuários que mais respondem as perguntas

Pontuação
Entenda como funciona
Ranking geral

Faça suas cotações agora:

7.146 Compradores
14.703 Cotações
6.000 Fornecedores
Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.