O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

Qual o papel do síndico na assembléia, qual deve ser sua postura? Pode fazer parte da mesa

Por elaine siqueira coelho
Perguntou há mais de 1 ano

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (6)

Ordenar:

Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

Elaine qual é o problema?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Maria Telma Falcão de Carvalho
Maria Telma Falcão de Carvalho

Respondeu há mais de 1 ano

Eu sento na mesa e falo bastante para explicar o que pretendo fazer e porque e se tem dinheiro, etc. A postura é a de conciliadora, mas sobretudo, transprente. Responder a tudo que lhe perguntarem a dar uma atenção especial aos moradores. Aqui, quando termina a assembléia, eu fico papeando com os moradores quenunca têm tempo e que precisam de informações ou que querem dr uma dica sobre algo ou relamar ou elogiar.

Qual é o seu problema?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
elaine siqueira coelho
elaine siqueira coelho

Comentou há mais de 1 ano

O sindico induzir a decisão da assembléia. A função dele não seria apenas esclarecer os fatos e não tomar partido? Ou nessa hora ele pode se manifestar a favor ou contra a qualquer assunto da pauta que sera votado?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
ricardo
ricardo

Respondeu há mais de 1 ano

Elaine,

Você pode sugerir uma alteração no regimento interno da seguinte forma.

A administração do condomínio ou qualquer condômino pode colocar assuntos em pauta desde que o assunto não tenha sido decidido em assembleia anterior. O assunto deve vir com justificativa por escrito que será lido no dia pelo presidente da assembleia e só terá direito a palavra de quem colocou o assunto em pauta se decidido pela maioria dos presentes.

As assembleias ordinárias serão realizadas pelo menos 3 vezes ao ano, uma a cada quadrimestre.

O prazo da comunicação da assembleia (pré-pauta) até sua efetiva data de realização não deverá ser menor que 10 dias.
O prazo para os condôminos incluírem assuntos em pauta será de 5 dias após a divulgação da pré-pauta.

A ordem da pauta poderá ser alterada por sugestão dos condôminos e votada sua ordem em assembleia.

Acho interessante incluir um item dizendo que a pauta não deverá conter mais de 10 itens, por exemplo, para não ficar muito extensa. (o administrador, síndico, pode priorizar a ordem de algum item se for caso de prejuízo para o condomínio ou iminente perigo).

As atas das assembleias e os balancetes mensais deverão ser publicados no site do condomínio, se houver, sendo este último por um prazo de cinco anos.

Acho que se isso passar vc terá mais facilidade de calar o síndico que fala demais e muitos acompanham o síndico por achar que o síndico manda mais que outro condômino. O poder de mando está no voto e o síndico só tem direito a 1 voto como qualquer condômino. O síndico já tem poderes suficientes relativamente a seus atos discricionários (aqui vc poderá sugerir uma inclusão no regimento interno que fale sobre a discricionariedade do síndico, vc só não pode propor nada que engesse a administração do condomínio).

E delimitar a quantidade de assembleias é interessante para que o síndico não faça assembleia quando ele bem entender. Quando por exemplo vários condôminos pedem um assunto para entrar em pauta e o síndico que é o responsável para colocar o assunto, o faz, mas fica protelando a reunião.

Entendo que as regras do condomínio sejam sensatas para a administração e para o condômino. (Não se deve fazer regras para prejudicar ou engessar a administração do condomínio e nem delimitar que o condômino não possa colocar assuntos em pauta, uma vez que assuntos são ideias e ideias cabem a todos colocar. (observação: ideias são para serem debatidas, mas acredito que quem colocou a ideia deve expressar sua justificativa por escrito e manifestar algo mais se a assembleia o permitir) A meu ponto de vista acho justo esse sentido e acredito que atenda a sua pergunta.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
ricardo
ricardo

Comentou há mais de 1 ano

As assembleias ordinárias serão realizadas pelo menos 4 vezes ao ano, uma a cada trimestre. As assembleias extraordinárias ficam a decisão do síndico.

Assim fica melhor!!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
ricardo
ricardo

Respondeu há mais de 1 ano

E pode sugerir mais um item no regimento interno dizendo:

As Atas das assembleias deverão ser registradas o assunto, a votação e o que efetivamente foi decidido.

As atas que vemos hoje muito são muito extensas e o que vale é somente o que foi votado e o resto fica sem sentido. Não tem obrigação o síndico de fazer nada do que não foi votado, somente deve o síndico fazer o que está descrito na lei em geral, a exemplo do código civil, lei 10.406, e legislação específica lei 4.591, bem como na convenção e regimento interno e demais decisões das assembleias). Se tiver fora disso o síndico não é obrigado a cumprir.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.