O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×

Pergunta

WhatsApp
LinkedIn
Maria Cândida de Faria

Cobrança abusiva em acordo ....

Por Maria Cândida de Faria
8 dias

Em 2011, estava devendo 10 anos de condomínio, dando um total de 136.890,00, fiz um acordo, em 400 parcelas iguais mensais de 342,22, iniciando primeira parcela em 20/06/2011. Hoje estou pagando a 97 parcela no valor de 658,67, com um saldo devedor de 207.428,74. A meu ver isso refere-se uma cobrança abusiva...estou certa?

Outra dúvida O síndico não poderia dispensar juros e multas?

Aguardo resposta, obrigada!

Responder esta pergunta

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (7)

Paulo Rodrigues de Moura
Paulo Rodrigues de Moura respondeu
8 dias

Boa tarde! Só vendo a planilha que você deve ter tido ciência antes de assinar o acordo.

Não o dinheiro não é do síndico então ele não pode conceder desconto, este só via assembleia.

Fonte: 12

paulorodrbiguesmoura@hotmail.com
(11) 98440-4093

Eliasar Pereira Eduardo
Eliasar Pereira Eduardo respondeu
7 dias

Maria, boa tarde. O correto é cobrar multa de 2% mais juros de 1% ao mês, sem ver a tabela não é possível dizer se é abusivo, você deveria ter contratado um advogado para te auxiliar, porque para um dívida de 10 anos, você poderia arguir a prescrição, você só teria que fazer um acordo pelos 5 anos, com a ajuda de um advogado, de cara sua dívida cairia para R$ 68445,00. O síndico não pode dispensar juros e multas.

Bittar Arruda Advogados Associados

Boa tarde
Precisamos ver a planilha e o termo de acordo que vc assinou, para podermos analisar.

Att.
BITTAR ARRUDA ADVOGADOS ASSOCIADOS
ANA PAULA BITTAR ARRUDA
bittararrudaadv@terra.com.br

Colem Rocha & Torres Sociedade de Advogados

Boa tarde! Para sabermos se é abusivo ou em conformidade com a cobrança é necessário analisar a planilha, o acordo e a convenção condominial.

Quanto a dispensa de juros e multa, não pode o síndico isoladamente dispensar tais acréscimos, ou seja, somente por assembleia.

Abraços,

Rodrigo Colem
Colem, Rocha e Torres Soc. de Advogados

Result Cobranças
Result Cobranças respondeu
7 dias

Boa tarde!
Maria, geralmente quando fazemos um acordo de parcelamento deixamos as parcelas em valores fixados, evitando "surpresas" e possibilitando o Devedor fazer um planejamento financeiro baseado em seus rendimentos.

Vale ressaltar que além dos juros e multas decorridos do atraso pode haver uma mora de parcelamento calculada conforme o prazo acordado ou até mesmo algum outro índice de correção monetária, porém deverá constar no termo de confissão de dívida que assinou seja em planilha ou por escrito.

Com esse documento pode procurar um profissional contábil (ou até mesmo alguém que possua conhecimento financeiro que possa lhe auxiliar a fazer esse calculo) e recalcular seu parcelamento conforme os parâmetros ali escritos, caso haja divergência procure um advogado e exija seus direitos.

Quanto a isenção de juros e multa o síndico não tem autonomia para isentar, mas pode conversar com ele e pedir uma assembleia sobre a situação e quem sabe recalcular o parcelamento. A tentativa sempre é valida uma vez que há a intensão de sua parte em resolver. O "não" já existe.

Result Cobranças Ltda.
Munik Allig
contato@resultcobrancas.com.br (47) 40639451

Conrado Burgos T. Garcia
Conrado Burgos T. Garcia respondeu
7 dias

Primeiramente precisamos saber o conteúdo do acordo assinado, se foi judicial ou extrajudicial, para somente depois poder nos pronunciar.

Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez respondeu
7 dias

Putz!!! 400 parcelas são mais do que um financiamento imobiliário,. O síndico que fez isso deveria ter sido destituído do cargo.

Mas você fala em parcelas iguais e mensais de R$342,22 e fala em parcelas no valor de R$658,67. Afinal o que diz o seu contrato?

Matematicamente falando após mais de oito anos as parcelas subiram aproximadamente 92%. A mim parece que o condomínio está no prejuízo.



Gestora de Imóveis - Graduada Universidade CESUMAR. Pós Graduada SENAC. Mediação e Arbitragem TASP.
contato: mari.marta_imoveis@hotmail.com

Ranking do Mês

Usuários que mais respondem as perguntas

Pontuação
Entenda como funciona
Ranking geral

Faça suas cotações agora:

108.237 Compradores
338.542 Cotações
2.772 Fornecedores

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...