O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

Ana Claudia

Procurei a administração do condomínio e fiz uma reclamação da minha vizinha.

Por Ana Claudia
Perguntou há mais de 1 ano

Pois a mesma chegou alcoolizada com as amigas falando palavrões as 6h da manhã acordando as minhas filhas menores e a mim. Relatei no livro de ocorrência tal fato. Ela pode me processar por injuria e difamação? Ela me ameaça por injúria e difamação...eu tenho testesmunhas.

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (6)

Ordenar:

E. Rui Franco
E. Rui Franco

Respondeu há mais de 1 ano

Ana, se há testemunhas, não tema, exija sim providências de seu Síndico. A administradora é uma executora de ordens.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Catia Souza
Catia Souza

Respondeu há mais de 1 ano

Boa tarde, Ana!

Além do relato no livro de ocorrência, vc também deve fazer na administradora o termo de reclamação solicitando a advertência, pois a mesma infringe o horario permitido para barulho, e com a ajuda das suas testemunhas que poderão assinar também com vc, ela não vai ter o que alegar. Ela que vai se defender na administradora, isto é se tiver coragem, pq com testemunha é outra história.
Boa sorte, e não tema pelas ameaças.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Angelina Somolanji R. Oliveira
Angelina Somolanji R. Oliveira

Respondeu há mais de 1 ano

Ana:
Só tome cuidado para não ofender ninguém no livro de ocorrências. Você tem todo direito de reclamar do barulho fora de hora.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ana Claudia
Ana Claudia

Respondeu há mais de 1 ano

Angelina, eu coloquei que a moradora chegou com as amigas alcoolizada e falando palavrões acordando as minhas filhas menores e a mim.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Maria Telma Falcão de Carvalho
Maria Telma Falcão de Carvalho

Respondeu há mais de 1 ano

Se você tem provas contundentes, não há o que temer. Isso la é comportamento de pssoas que moram em condominios? Tirar o sossego dos outros?

Se tem testemunhas fique tranquila

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Jussara Cunha
Jussara Cunha

Respondeu há mais de 1 ano

Se vc possui testemunhos do ocorrido - deveria tb ter avisado a portaria/ronda para eles se cerificarem dos fatos e relatarem no livro da portaria/ronda - o fato aconteceu.

Quanto a se cabe advertência ou não, vai da política de advertências que a administradora implemente.
Se for um caso isolado, aconteceu 1 vez e não há histórico, para que advertir por escrito? Se fosse assim, ao invéns de Condomínio Residencial chamar-se-ia Quartel Residencial!
Condomínio é habitado por vários moradores e TODO MUNDO tem seu dia de cão, de bebedeira, de barulho maior.

E qdo reclamar das pessoas, cuidado com os adjetivos e ilações:
"Chegou bêbada..." - vc fez o bafômetro? Não é crime chegar bêbado(a) em casa.
"falando palavrões..." - falar palavrão tb não é crime - não estamos na China de Mao Tse Tung, muito menos em convento das Carmelitas Descalças.

O correto e sem margem a difação seria:
"Chegou às 6h falando alto e fazendo muito barulho, que acordou a toda minha família".
Isso informa exatamente a pertubação do sossego. Se ela estivesse rezando um Pai Nosso aos berros tb incomodaria, não? E se tivesse entoando um Pai Nosso completamente sóbria tb nào seria pertubaçào de sossego e todos tb acordariam, não?
Por isso é importante o registro e, em se tratando de fato recorrente, frequente, diário/semanal, etc, aí sim adverte-se!
Não busque transformar o condomínio é uma clausura, convento, quartel ou congêneres. Tudo a ferro é fogo atrai para o condomínio um Inferno de Dante e o síndico/administradora não tem lei para segurar a insatisfação geral. Daqui a pouco espirrar vira advertência!

Quem quiser silêncio absoluto por 2h, o condomínio não é o local para a realizaçào desse sonho de consumo!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.