O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×
Cadastrar
Entrar
Cotar Pedir orçamentos
Seja um fornecedor
menu

Pergunta

WhatsApp
LinkedIn
Jorge Coelho

Uso de whatsapp, internet, etc pelos porteiros durante o serviço!

Por Jorge Coelho
54 dias

Existe alguma recomendação ou lei para a proibição do uso de whatsapp, internet, etc pelos porteiros durante o serviço.
Pois entendo que alguns estão usando tanto que chegam a prejudicar o andamento dos serviços.

Responder esta pergunta

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (4)

Geraldo Majella da Silva
Geraldo Majella da Silva respondeu
54 dias

Jorge Coelho - Existe o contrato de trabalho e nele pode constar uma clausula a respeito. Proibindo o celular durante o expediente de trabalho. Tem condomínios e firmas que exigem que os funcionários deixem seus celulares no armário a eles fornecido para guarda de seus pertences durante o expediente de trabalho.
Querem mexer no celular, mexam na hora do almoço. 0k

Fonte: Pessoal

Geraldo Majella da Silva

Luiz Leitão da Cunha
Luiz Leitão da Cunha respondeu
54 dias

Eu inseri no regulamento interno a proibição de uso de celular e laptops em serviço para fins particulares. Mas vc pode emitir uma ordem de serviço com essa proibição e dar aos funcionarios para assina-la. E se houver teimosia, aplique advertencia disciplinar.

Luiz Leitão da Cunha | Atuação em São Paulo, nos bairros Jardins, Pinheiros, Bela Vista, Higienópolis, Paraíso e Itaim-Bibi.
https://luizleitaosindicoprofissional.wordpress.com
Colunista da revista Direcional Condominios

Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez respondeu
54 dias

Isso é com o empregador, veja com o síndico.

Gestora de Imóveis - Graduada Universidade CESUMAR. Pós Graduada SENAC. Mediação e Arbitragem TASP.
mari.marta_imoveis@hotmail.com

WESLEY DA SILVA LOURENCO
WESLEY DA SILVA LOURENCO respondeu
54 dias

Prezado Jorge, o cumprimento da jornada de trabalho, responsabilidades, direitos e deveres são de competência do empregador, portanto, este deve estabelecer as regras, respeitado os princípios constitucionais, em especial, o da dignidade da pessoa humana.

Se o porteiro não está cumprindo satisfatoriamente com suas obrigações deve ser advertido ou até mesmo desligado por justa causa,

Estou à disposição para eventual auxílio jurídico.

Atenciosamente.

Wesley da Silva Lourenço
Advogado/MG
Especialista em Direito Imobiliário
Consultor e Assessor Jurídico
we_lourenco@yahoo.com.br
Instagran: @aprendendodireitoimobiliario

Ranking do Mês

Usuários que mais respondem as perguntas

Pontuação
Entenda como funciona
Ranking geral

Faça suas cotações agora:

111.294 Compradores
347.818 Cotações
2.769 Fornecedores

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...