O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×

Pergunta

WhatsApp
LinkedIn
Eduarda

Guarita entre prédios

Por Eduarda
32 dias

A fim de diminuir despesas com segurança, eu e o síndico do prédio vizinho cogitamos a construção de uma guarita entre os dois prédios, na divisória. Seria totalmente possível, já avaliamos, mas não sabemos se é legal. Gostaria de saber se podemos levar essa ideia para assembleia. É possível?

Responder esta pergunta

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (7)

Paulo Rodrigues de Moura
Paulo Rodrigues de Moura respondeu
32 dias

Boa tarde! Da forma que você mensiona não tem como.

A construção deve ficar no solo de ou ou de outro no meio é querer demais, mesmo porque tem que ser aprovado na prefeitura.

Teria que pensar e fazer um bom planejamento e discutir em assembleia sem contar com a questão da mão de obra que é sempre complicado exemplo o funcionário pode questionar ambos na justiça.

Fonte: 12

paulorodrbiguesmoura@hotmail.com
(11) 98440-4093

Dr Richard Roger
Dr Richard Roger respondeu
32 dias

Olá Eduarda!

A ideia é muito interessante, todavia será bem complicado executa-lá. Veja bem, a guarita precisa esta dentro de um dos condomínios. Sem contar a questão do registro do funcionário, que deverá ser vinculado somente a um dos tomadores do serviço.
Você pode terceirizar, mas o contrato deverá ser feito com muita cautela e respeitando as peculiaridades dos fatos.

Quanto a assembleia, cada condomínio deverá realizar a sua.

Dr. Richard Roger
Advogado Imobiliário Especialista em Direito Condominial, vizinhança e Registral
Telefone: (11) 3326-8256
WhatsApp: (11) 95902-3603
E-mail: Adv.Richard.Roger@gmail.com
Escritório na Av. Casper Libero, 58 - Sala 409 - São Paulo/SP

Dayane Bernardo
Dayane Bernardo respondeu
32 dias

Vc pede ajudar, mas e recebe uma orientação pífia. Assim, para ter legitimidade e considerando que o investimento é em área externa, nada impede que seja formada uma associação e o condomínio pode em AGE deliberar valor sobre sua participação.

Geraldo Majella da Silva
Geraldo Majella da Silva respondeu
32 dias

Eduarda - Isto talvez, poderá ser feito, em construções recuadas da rua, onde a construção da guarida, ficaria entre os terrenos, mas dentro dos mesmos, metade da construção para cada lado e não ocuparia a extensão da causada ou da rua. Faça uma coisa de cada vez, antes da assembleia, verifique a possibilidade com a Prefeitura local e se a mesma libera a obra. Obra liberada, partem para a segunda parte, assembleia condominial e realizam no mesmo dia para as duas edificações e cada sindico expõe suas idéias, mas, uma em conjunto com a outra, aos seus condôminos e tudo que já foi verificado. Dependendo desta assembleia, decidirão, se continuarão com este intuito ou não, porque, a liberação do terreno de cada condomínio, que esta portaria irá ocupar para a sua construção, este espaço dos terrenos, onde a portaria será edificada, pelo menos, 2/3 de todos os condôminos de cada condomínio terão que autorizar, isto para não afirmar UNANIMIDADE, porque, partes comuns de um condomínio são inalienáveis, não podendo ser vendido ou cedido. Será que conseguirá pelo menos 2/3 dos condôminos de cada condomínio? Se acha que conseguirá, volte aqui e continuaremos. 0k

Fonte: Pessoal

Geraldo Majella da Silva

JOSE LOPES GOMES
JOSE LOPES GOMES respondeu
32 dias

Eduarda - entendo ser uma ideia boa, mas inviável tecnicamente em função de aprovação na Prefeitura, dificuldade no quórum de 2/3, em ambos prédios e custo de construção.

Por outro lado, se for empregados orgânicos, vai ter que fazer registro em ambos prédios. No caso, somente com terceirização e contratos firmados dos prédios com a empresa terceirizada.

José Lopes (lopesjg@uol.om.br)- Consultoria em RH/DP e Sindico Profissional. Gestão e Assessoria em analise de prestação de contas e operação.

Derek
Derek respondeu
32 dias

Eduarda, acredito que a parte legal ja foi bastante esclarecida, com relação a parte operacional vocês teriam que alinhar os dois condomínios para que ambos sigam as mesmas regras de segurança, de uso das áreas comuns, recebimento de encomendas e correspondências, e precisariam determinar uma hierarquia para que não venham ordens de todos os lados para os funcionários.

Eliasar Pereira Eduardo
Eliasar Pereira Eduardo respondeu
31 dias

Eduarda, bom dia. Primeiro será necessário ver a possibilidade da obra na prefeitura, depois precisará de assembleia para tal, exige quorum de 2/3 dos condôminos, como fica a parte trabalhista, e-social, essa ideia tem tudo para dar errado.

Ranking do Mês

Usuários que mais respondem as perguntas

Pontuação
Entenda como funciona
Ranking geral

Faça suas cotações agora:

110.748 Compradores
346.199 Cotações
2.784 Fornecedores

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...