O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×
Cadastrar
Entrar
Cotar Pedir orçamentos
Seja um fornecedor
menu

Pergunta

WhatsApp
LinkedIn
Vinícius Marques Pereira

Uma cano do apto estourou e o vazamento danificou o elevador. Eu tenho que arcar com essa despesa?

Por Vinícius Marques Pereira
8 anos

Uma cano da minha pia da cozinha estourou e não vimos (pois foi de madrugada). Até que fôssemos avisados pelo zelador, muita água escorreu deste vazamento. E toda essa água, "inundou" a sala do apartamento e o hall dos elevadores. Muita água desceu pelas escadas e para o foço dos elevadores, danificando um deles. O síndico acionou um empresa para arrumar o elevador (R$ 4.900,00) e, agora, pediu à empresa que administra o condomínio que enviasse uma carta de cobrança à mim, dizendo que eu vou ter que arcar com essa despesa. Por ter sido um acidente, eu realmente tenho que arcar com essa despesa? Em caso positivo, eu não teria que ser informado do orçamento e se concordava com ele? Como posso fazer para resolver este problema?

Responder esta pergunta

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Conteúdos relacionados

Respostas (21)

Ordenar:

Angela Merici Grzybowski
Angela Merici Grzybowski respondeu
8 anos

Vinícius, quem gera danos às áreas comuns é responsável pelo seu conserto, nesse caso os elevadores têm uma empresa que cuida deles, então ela é quem irá fazer o conserto do estrago causado pela sua unidade, cabe a vc pagar.
OK?!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Maria Telma Falcão de Carvalho

Vinicius,

Voce tem seguro doseu apto? falo do seguro das coisas internas do apto - danos elétricos, incendio, etc. Se voce tiver esse seguro, acione-o.

O sindico também pode acionar o seguro do prédio Faça com ele ele vejajunto à seguradorda comocobrir os danos com oelevador.

Caso nada dê certo, diga ao sindico que quer saber o que foi dabificado e que você quer fazer 3 orçamento e escolher qual deles voc~e vaiescolher, mas voc~e náo vai escapar destepagamento se náotiver seguro pessoal doseu apto.

Boa sorte!
Telma

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez respondeu
8 anos

Vinicius você tem poucas chamces de escapar desse pagamento. (só se houver seguro seu ou do prédio)

O que você precisa é "chorar" com o síndico para que ele consiga um precinho camarada com o prestador de serviços do prédio. Porque ele não admitirá que pessoas não autorizadas lidem com uma manutenção tão sensível.

Axé

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Angela Merici Grzybowski
Angela Merici Grzybowski respondeu
8 anos

Maria Telma, com elevadores não dá para fazer 3 orçamentos, o conserto deve ser feito pela emrpesa responsável pela manutenção.
Imagine que o morador escolha o mais barato aí vem uma empresa totalmente desconhecida mexer no elevador e em seguida ele dá novos problemas, será aquele velho jogo de empurra empurra e no meio o condomínio sem elevador.
Se há uma empresa responsável pela manutenção, ela deve fazer o conserto e o condômino paga, não dá para arriscar.

E desculpe-me, usar o seguro do condomínio para isso prejudica o condomínio, pois na renovação o preço será afetado pelo sinistro, na realidade causado por um morador; o seguro deve ser utilizado para causas maiores, queima do motor etc, muito mais graves e caras.

Concorda?!?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Vinícius Marques Pereira
Vinícius Marques Pereira respondeu
8 anos

Agradeço pelas respostas. Mas, mesmo assim, tenho um questionamento: quer dizer que, se o conserto ficasse em 20 / 30 mil reais eu também teria que arcar com as despesas, sem ser consultado se tenho condições financeiras para isso? Eu imagino que, antes que qualquer atitude fosse tomada para o concerto do elevador, eu deveria ter sido informado: 1) de que a despesa seria minha e; 2) se eu concordava ou não com o orçamento.
Não é assim que funciona? Ou seja, enfiam-me uma nota de despesas, independente do valor, "goela abaixo" e eu simplesmente tenho que aceitar e me virar pra pagar?
Abraços.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Angela Merici Grzybowski
Angela Merici Grzybowski respondeu
8 anos

Vinícius, há síndicos e síndicos, aqui qdo ocorreu algo semelhante, enviei no dia seguinte à ocorrência uma notificação ao morador explicando que o elevador havia sido danificado e que a empresa responsável pela manutenção iria fazer a análise dos danos e que a despesa pelo conserto seria de responsabildade dele (morador), sendo que o máximo que poderíamos fazer era tentar um parcelamento junto à empresa.
Pois bem, o conserto fiou perto de R$3.000,00 e a empresa negociou direto com o morador que pagou de forma parcelada.
Se a despesa ficasse em R$40.000,00 ou R$50.000,00 mesmo assim vc seria responsável pelo pagto, como já disse, quem causa o dano é responsável pelo seu pagamento.
Agora pense ao contrário, houve um problema na coluna de esgoto do prédio que danificou todo o seu apartamento, necessitando de uma reforma geral e reposição de mobiliário e eletroeletrônicos, o condomínio teria que assumir todas essas despesas (provavelmente até uma locação ou hotel para sua hospedagem e de sua família), e o seguro provavelmente cobriria quase nada (apenas a parte estrutural e ainda cobrando a franquia) ou seja, seria uma despesa também da ordem de R$40.000,00 a R$50.000,00 e vc, com certeza, iria cobrar até os centavos do condomínio, não iria?!?!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Vinícius Marques Pereira
Vinícius Marques Pereira respondeu
8 anos

Sim. Com certeza, cobraria. Porém, tudo seria conversado e negociado; e não IMPOSTO da forma como ocorreu.
E se agora eu virar para o condomínio e falar que não tenho condições de pagar? Ou que posso pagar 49 parcelas de 100 reais ou 98 parcelas de 50 reais? Da mesma forma que o condomínio teve o "direito" e a "liberdade" de escolher a empresa que realizou a manutenção e a aprovação do orçamento, eu também tenho direito de pagar essa despesa da forma que eu puder ou achar mais conveniente, correto?
Abçs.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Angela Merici Grzybowski
Angela Merici Grzybowski respondeu
8 anos

Vinicius, essa negociação deve ocorrer entre você e o condomínio, consulte sua Convenção, pois com base nela você é responsávl pelos danos que causa ás áreas comuns e ela será abase para uma eventual cobrança judicial inclusive.
Se você quer " engrossar", o síndico também pode engrossar e aí o juiz vai definir (com despesas para ambas as partes) e provavelmente quem vai perder é você.
Pense melhor, esfrie a cabeça, e proponha algo que seja possível de ser pago sem ser irrisório; não vai adiantar nada e só gerará mais desgaste ainda.
Proponha negociar direto com a empresa, aqui eu fiz isso, o morador conversou direto com a empresa.
Sobre não poder a empresa, realmente não pode, você confiaria o elevador do seu prédio à uma empresa estranha só para pagar mais barato?!?! Veja é também a sua segurança e da sua família que está em jogo; e pior ainda, se você insistir, o síndico permitir e der algum problema mais grave, você e o síndico irão responder pelas consequências.

Com elevador não se brinca, já tvemos desgraças suficientes para nos ensinar isso, sem que sejamos vítmas.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Maria Telma Falcão de Carvalho

|Angela,

Eu concordo em parte.
Talvez porque na pela de sindica eu tente fazer o melhor para os moradores e como quem paga o seguro são eles prórios eu acionaria.


Nós trabalhamos com a Thyssenkrupp que tem deixado muito a desejar na manutenção dos nossos elevadores, no entanto, precisamos fazer uma reforma nos elevadores e pedimos um orçamento. Vieram os funcionários deles e fizeram o bendito orçamento que eles mesmo é que iriam execjutar os serviços.

Antes de sair eles me disseram que ia custar os olhos da cara e que eles, funcionários da Thyssen, detinham o conhecimento e se eu quisesse ele poderia fazer mais barato.
Dito e feito: o valor da Thyssen era extorsivo e eu os contratei e mandei fazer. Ficou por 1/4 do preço, isso já faz um anao e o serviço continua perfeito.

Acho que voce tem razão com relação aos orçamentos, mas o resto eu agi assim e deu certíssimo., porém eu entendo que cada spindico tem o seu modo de trabalhar e cada um faz de um geito, nao é? No fim dá tudo certo.
Bom final de semana!!!!!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Jussara Cunha
Jussara Cunha respondeu
8 anos

Vinícius,
Elevadores é contrato om uma única empresa e essa é que é responsável pelos elevadores do condomínio.
Além de ver sobre os seguros - realmente é importante ter seguro do apto - veja com a empresa negociar esse valor. Normalmente dá para abater uns 10% ou mais. E veja sobre parcelar o pagamento.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Jussara Cunha
Jussara Cunha respondeu
8 anos

E um seguro residência no banco custa muito pouco em relação ao custo benefício.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Maria Telma Falcão de Carvalho

Vinicius,

Como o dano foi causado por voce, é voce que tem de pagar. Então, já que náo tem seguro, voce pode negociar a divida com o sindico assim como o sindico pode negociar com o prestador de serviços e fica tudo bem. Náo se estresse, pois para tudo tem um jeito.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
César Oliveira
César Oliveira respondeu
8 anos

Olá Vinicius, por lei todo condomínio deve possuir seguro para cobrir esse tipo de dano.
Caso no seu condomínio não haja seguro, você pode levar a discussão à Justiça alegando a inexistência do seguro e por conseguinte o descumprimento da lei.
Na minha opinião esse tipo de responsabilidade é do condomínio, mesmo porque o proprietário da unidade autônoma não tem como prever quando e como os canos vão estourar (já que o funcionamento deles não depende da vontade ou zelo do proprietário).

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
César Oliveira
César Oliveira respondeu
8 anos

...Além disso, como os canos estão embutidos dentro das paredes, não existe responsabilidade pela manutenção deles, haja vista que ninguém tem acesso a eles para verificação periódica.
Você só paga se quiser e se tiver condições. Ninguém é obrigado a possuir dinheiro para pagar nada que tenha sido causado independentemente de sua vontade.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Angela Merici Grzybowski
Angela Merici Grzybowski respondeu
8 anos

Cesar, o seguro do condomínio cobre problemas em colunas e áreas comuns, sendo cano horizontal (de distribuição interna) que causou o problema, dificilmente o seguro irá cobrir, emsmo assim tema franquia, que não é tão barata qto muitos pensam.
Vc está equivocado dizendo que o Viníciuis só paga se quiser, a Convenção de todo o condomínio tem um parágrafo que diz que o condômino ou morador é responsável pelos danos que cause em áreas comuns, elevadores são áreas comuns, então com base nesse parágrafo (que com certeza a Convenção do condomínio do Vinícius tem) o condomínio pode cobrar na justiça que ele pague pelo conserto do elevador; o que ele pode e deve fazer é negociar uma forma de pagar, mas simplesmente não pagar não pode.
Se vc tiver um mal súbito ao volante e bater o carro em outro e ainda por cima num poste, ao acordar no hospital terá 4 dívidas involuntárias (afinal não pediu nem previu que teria um mal súbito dirigindo) terá que pagar a conta do hospital ( a menos que seja segurado e atendido pelo SUS), o carro em que bateu, o seu carro e o poste que danificou; sempre somos responsáveis mesmo que o dano não seja intencional.
OK?!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez respondeu
8 anos

Aplausos

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Vinícius Marques Pereira
Vinícius Marques Pereira respondeu
8 anos

Ok, César! Obrigado pelo seu comentário.
A minha maior irritação foi pela falta de respeito com relação à forma como foi condizida a resolução do problema. Se. desde o início, o Síndico já sabia que ia passar a responsabilidade do pagamento para mim, eu teria que ter sido envolvido nesse processo imediatamente. Quem vai pagar a conta é que tem que orçar e aprovar o orçamento. Quem vai pagar a conta é quem tem o direito de, pelo menos, negocia a forma como vai pagar a empresa prestadora. O que achei um absurdo foi o Síndico, simplesmente, acionar a empresa, pedir um orçamento e autorizar o conserto sem sequer me deixar a par da situação. Havia apenas divulgado no elevador o valor do conserto (apenas com o intuito de avisar aos demais moradores em que pé estava o processo para conserto do elevador).
Se a lei ou a conveção de condomínio me obriga a pagar, isso será pago. Mas, como em qualquer negociação, o pagamento será realizado dentro das minhas condições e não da forma como o Síndico e/ou a Administradora de Condomínio quiserem impor. Nem que, para isso, eu tenha que recorrer à justiça.
Abraços.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Francisco Claudio Loiola Melo

O síndico pode acionar a seguradora, pedir ressarcimento do prejuízo (dano elétrico) neste caso o prédio tem que pagar 10% do total da conta (cabendo a vc pagar) desta forma fica mais em conta.Talvez precise de três orçamentos (pedir a empresa de manutenção dos elevadores do prédio á cobrir outros orçamentos, para ficar com o serviço, mantendo a empresa)
Também na renovação do seguro (se não houvesse outro sinistro) o mesmo ficaria um pouco mais caro (nada monstruoso) Tudo depende do síndico .

Boa sorte.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Paulo Rogério da Silva
Paulo Rogério da Silva respondeu
3 anos

Qual lei, capítulo e item que possui embasamento jurídico que este dano é de responsabilidade do mutúario?

Fonte: Jusbrasil

Eng. Paulo Silva

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Paulo Rogério da Silva
Paulo Rogério da Silva respondeu
3 anos

Vinicius, boa tarde!
Estou com um problema idêntico ao seu e gostaria de alguma forma poder obter mais informações a respeito de como terminou seu caso.

Fonte: Pessoal

Eng. Paulo Silva
(11) 98111-9969

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marcos Pantoja
Marcos Pantoja respondeu
2 anos

NÃO DEVE PAGAR, explico. Sou Engenheiro Civil e todas os fabricantes de elevadores enviam para os escritórios de projetos suas especificações. Uma especificação comum é a ALTURA DA SOLEIRA que deve estar em com um pequeno desnível do piso acabado, de modo que EVITE QUE AGUA do corredor, de lavagem por exemplo, escorra para dentro do poço dos elevadores. O fato é que é muito comum esse erro construtivo, onde a soleira esta "zerada" com o piso do corredor. Não tem lógica, um cano que se rompa em um apartamento, molhar o corredor e essa água escorrer pelo poço do elevador e não pela escada. Verifique o NIVEL DAS SOLEIRAS, REBAIXOS e outros pontos das especificações de instalação. Na NBR NM 207 - Temos: 7.4 Soleiras e guias - 7.4.1 Soleiras: "Cada entrada de pavimento deve conter uma soleira de resistência suficiente para suportar a passagem de cargas a serem introduzidas na cabina. É recomendável que seja provida uma contra inclinação suave em frente de cada soleira de pavimento para evitar escorrimento de água de lavagem, respingada, etc, para o interior da caixa."

Fonte: http://vipelevadores.com.br/arquivos/1385381507.pdf

Marcos Pantoja - Engenheiro Civil

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...