O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

RODRIGO DA SILVA CARVALHO

Reformulação da pergunta sobre destituição de membro do conselho fiscal

Por RODRIGO DA SILVA CARVALHO
Perguntou há 3 meses

Na última pergunta não fui muito claro. A síndica é minha sogra e a ação foi movida pelo condomínio contra a pessoa física dela. Acusação injusta, já que na época a gestão acusadora recolheu os boletos da atual ADM, que já havia pago as contas do condomínio e substituiu por outros da nova ADM escolhida por eles, sem ao menos dar os 30 dias para a ADM que havia pago nossas contas. Aconteceu que a ADM lesada reteve os documentos do condomínio até o pagamento da dívida. A atual gestão resolveu então processar a ADM por reter os documentos e incluiu no processo o nome da minha sogra, pessoa física, e não a síndica. Por isso ela se defende dessa acusação pedindo danos morais. Por esse motivo a atual gestão quer nos excluir do conselho. Pode isso? Sendo que são duas unidades diferentes!

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (4)

Ordenar:

CLAUDIO FAGUNDES SARAIVA FILHO
CLAUDIO FAGUNDES SARAIVA FILHO

Respondeu há 3 meses

Em cargos eletivos ninguem afasta outrem. So a assembleia.
Se no dia da eleicao, nao receberem votos para continuar, dai sim, estão fora do conselho.
Sindico nenhum tem esse poder..

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Paulo Rodrigues de Moura
Paulo Rodrigues de Moura

Respondeu há 3 meses

Boa noite! Como está em curso toda informação deve ser feita ao advogado.

Fonte: 12

Assinatura: paulosindicoprofissional@outlook.com 11 98440-4093.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há 3 meses

Não, Rodrigo, estar processando o condomínio não é motivo para perder direito algum. Eu mesma fui aclamada síndica enquanto processava o condomínio (não aceitei o cargo e retirei o processo mesmo com a causa ganha).

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Luiz Leitão da Cunha
Luiz Leitão da Cunha

Respondeu há 3 meses

Existe um principio juridico denominado "exercicio regular de direito", que é, no caso narrado, ingressar em juizo para se defender, o que, evidentemente, não pode ser usado como punição ao autor da ação. Assim, essa destituição carece de fundamento legitimo, e poderá dar motivo a uma ação de reparação por danos morais à pessoa que for prejudicada, ainda que por decisão da assembleia.

Assinatura: Luiz Leitão da Cunha - Síndico Profissional - Jornalista Especializado, colunista da revista Direcional Condomínios
Área de atuação: bairros Cerqueira Cesar/Jardins e Pinheiros
https://luizleitaosindicoprofissional.wordpress.com/

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.