O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

FRANZ KURD SCHMIDT

Uma das domesticas reclamou por ter que entrar pelo serviço, alegando discriminação. Isso procede?

Por FRANZ KURD SCHMIDT
Perguntou há mais de 1 ano

O Condomínio é novo, a entrada social fica no térreo e a entrada de serviço hoje é inexistente. Estamos construindo a entrada de serviço ao lado do portão de saída do condomínio no 3 subsolo. As duas entradas ficam no nível da rua. No 3 subsolo fica o segurança que acompanha a entrada e saída de todos prestadores de serviço.

A preocupação nossa é que com a entrada se serviço podemos sofrer algum processo por discriminação??? Isso tem procedência??
estou aguardando para responder ao morador e à prestadora que é a domestica da unidade

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (6)

Ordenar:

Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

Evidente que procede. A entrada é de SERVIÇO e não de serviçais.

Supondo-se que você tenha a autorização da Prefeitura e da assembleia com voto favorável de 2/3 dos condôminos então essa mudança da fachada e da convenção alcançará indiscriminadamente condôminos e prestadores de serviços que não possam adentrar pela entrada social porque estão portando animais, malas de viagens, pizzas, etc.

Pelo simples fato de ser uma empregada doméstica entrando ou saindo do serviço ela não pode ser discriminada, ok? Discriminação e crime, graças a Deus.

Fui

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
FRANZ KURD SCHMIDT
FRANZ KURD SCHMIDT

Respondeu há mais de 1 ano

Cara Marisa.

Evidente que a entrada de serviço será para todos os prestadores, condominos com cachorros, bicicletas e etc..... não SOMENTE para a empregada doméstica......muito menos para como voce citou "serviçal".
Porém somente ela esta reclamando e gostaria de uma resposta mais direta e menos sarcastica....Pois a sua foi confusa e não objetiva.....

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Osni - Assembleia.Click
Osni - Assembleia.Click

Respondeu há mais de 1 ano

Sr, Franz. Prestadores de serviços ao condomínio - portão de serviços e elevador de serviços.
Prestadores de serviços AOS CONDÔMINOS - podem entrar pelo social. O condômino que tem sua emprega instrui sua emprega da maneira que ele acha que deve. É discriminação sim!

Assinatura: WWW.PROCOND.COM.BR
Sindico Profissional, Assessoria, Consultoria e Administração Condominial
e-mail: contato@procond.com.br

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Osni - Assembleia.Click
Osni - Assembleia.Click

Respondeu há mais de 1 ano

Para não pairar dúvidas: Se os condôminos quando vem do mercado cheio de sacolas sobe pelo elevador de serviço, a serviçal, nas mesmas condições sobe pelo elevador de serviços.
Se o camarada da SKY vem ao apartamento prestar um serviço ao CONDÔMINO sobe sempre (e desce) pelo elevador de serviços. A não ser que ele more no prédio ai ele sobe e desce por onde quiser.

Assinatura: WWW.PROCOND.COM.BR
Sindico Profissional, Assessoria, Consultoria e Administração Condominial
e-mail: contato@procond.com.br

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

Franz vamos ver se eu consigo ser bem direta. Se a empregada doméstica em questão estiver portando o saco de lixo para armazenar na lixeira ela usa o elevador de serviço. Na volta, apenas pelo fato de estar uniformizada como empregada doméstica, se ela for barrada no elevador social é CRIME, ok?

Mesma coisa condômino. Que seja o próprio síndico: se ele estiver portando o seu lixo ele vai pelo elevador de serviço. Ficou claro agora? O elevador é de serviço e não de serviçal.

E não esqueça de colocar a placa obrigatória no nosso município alertando para isso ok?

"É vedada sob pena de multa, qualquer forma de discriminação em virtude de raça, sexo, cor, origem, condição social, idade, porte ou presença de deficiência e doença não contagiosa por contato social no acesso aos elevadores."

vide lei na íntegra: http://www.leispaulistanas.com.br/elevadores/lei-no-11995-de-16-de-janeiro-de-1996

Mais claro que isso é impossível; talvez só ela reclame porque só ela tem plena consciência do seu valor enquanto cidadã, mas outras pessoas ficam magoadas. E é preciso ter muito cuidado com os sentimentos das pessoas, certo?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Compliance Sindico Profissional
Compliance Sindico Profissional

Respondeu há mais de 1 ano

Franz,

Entendo como alegação infundada. Observe que toda vez que vc vai ao Tribunal de Justiça/fórum, lá há elevadores privativos para juízes e promotores e ninguém reclama de discriminação. No condomínio, se há entrada para serviços é por lá que os prestadores de serviço devem entrar, porque assim decidiu o condomínio e não há que se falar em discriminação. E mais, essa medida não é discriminatória, mesmo porque não foi impedido o acesso, apenas se estabeleceu que o elevador para uso é o de serviço.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.