O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

Walter

Vazamento por válvula da descarga estourada, de quem é a conta ?

Por Walter
Perguntou há mais de 1 ano

Alugo uma sala comercial há 2 anos, recentemente o sindico do prédio me ligou pela manhã informando de um vazamento em minha sala.

Chegando ao prédio abrimos a sala e a válvula da descarga estava estourada e a água estava correndo como se estivesse apertada, isolamos a válvula e o vazamento parou.

Segundo o próprio síndico, ele ressaltou que o condomínio informou anteriormente a todas as unidades foram notificadas da necessidade da troca da válvula da descarga, por conta do prédio ser antigo e justamente para evitar problemas com vazamentos, ressaltando isso na minha frente, pois logo quando ele bateu o olho já sabia que a válvula não havia sido trocada.

Ele ressaltou que o própria imobiliária (ou o proprietário, que segundo ele é amigo dele) havia confirmado que o reparo foi feito, mesmo assim na hora eu questionei o sindico que não havia recebido nenhuma notificação por parte do condomínio (ou da imobiliária) sobre a necessidade da troca completa da válvula de descarga, ele falou que já havia passado um bom tempo que as trocas foram realizadas e os proprietários avisados sobre o problema, provavelmente antes de eu entrar na sala, por isso ele já achava que o problema havia sido resolvido e justamente por isso não havia como eu saber sobre a questão, inclusive ele já complementou que eu não tinha culpa do ocorrido e iria entrar em contato direto com a imobiliária.

Passados alguns dias, o condomínio enviou uma carta para imobiliária cobrando R$ 750,00, falando que a média da conta de água é R$ 1000,00, e naquele mês o valor deu 1.750,00, por isso solicitou o parando do valor.

A imobiliária me acionou informando que eu deveria arcar com o valor, mas não concordo pois:

A válvula não foi quebrada durante o uso (eu nem estava presente no momento) ou não foi um vazamento progressivo onde por minha negligência fiquei deixando o mesmo aumentar, foi um problema estrutural já presente antes de entrar na sala e simplesmente a válvula que era muito antiga e precisava ser reparada (algo de conhecimento da imobiliária) estourou e começou a liberar água durante uma noite e provavelmente pela manhã, pois quando fui notificado, levei no máximo 40 minutos para chegar local.

Sem contar que o proprietário tinha conhecimento da necessidade da troca da válvula, provavelmente antes de entrarmos na sala, não tendo feito o reparo assumiu o risco.

Sendo um problema estrutural (agora precisa trocar a válvula por completo, inclusive quebrando a parede)e não de manutenção, ele não deveria assumir o custo da agua desperdiçada e a troca da válvula (a troca ele já concordou que é de responsabilidade dele)?

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (4)

Ordenar:

Vania Silva
Vania Silva

Respondeu há mais de 1 ano

É do proprietário se ao realizar a vistoria antes de alugar, consta na lista de problemas do imóvel.
Se não foi realizada uma vistoria pelo inquilino junto ao proprietário e o mesmo deixou passar, podem imputar ao inquilino o reparo. Entretanto, parece que no seu caso vai haver obra com troca do tipo de descarga. Sendo assim, me parece claro ser do proprietário. Já a conta d'água... como atribuir ao seu disparo este calculo? Será que não existem outros vazamentos no prédio? Dificil provar que seja tudo seu, em todo caso, vá com calma ; )

Assinatura: Vania Silva - síndica Rio de Janeiro

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Vania Silva
Vania Silva

Respondeu há mais de 1 ano

É do proprietário se ao realizar a vistoria antes de alugar, consta na lista de problemas do imóvel.
Se não foi realizada uma vistoria pelo inquilino junto ao proprietário e o mesmo deixou passar, podem imputar ao inquilino o reparo. Entretanto, parece que no seu caso vai haver obra com troca do tipo de descarga. Sendo assim, me parece claro ser do proprietário. Já a conta d'água... como atribuir ao seu disparo este calculo? Será que não existem outros vazamentos no prédio? Dificil provar que seja tudo seu, em todo caso, vá com calma ; )

Assinatura: Vania Silva - síndica Rio de Janeiro

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
celso candido de oliveira
celso candido de oliveira

Respondeu há mais de 1 ano

Não pode ser cobrado o consumo de água , então se você não fizer uso terá um desconto ??????

Fonte: Walter

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Sildner Marra
Sildner Marra

Respondeu há mais de 1 ano

Boa noite Walter,

A responsabilidade da manutenção é sempre do proprietário da unidade, bem como o excesso se constatado é de responsabilidade de quem deu a causa ( a unidade).

A válvula de descarga é de responsabilidade da unidade.

O acordo feito entre proprietário e inquilino (quem paga o que) deve constar em contrato firmado entre as partes.

Se você tem evidências (provas) você tem direitos a ser preservado, se você não tem evidências você paga a conta e da próxima vez, procura criar as evidências, ou seja, tudo tem que estar no papel documentado e assinado. Palavras o vento leva.

Para saber se esse valor apresentado foi realmente todo desse problema, entendo que o mais correto seria fazer uma verificação nas contas anterior ao vazamento para ter uma ideia do consumo e pelo menos uma depois do conserto e mesmo assim não terá a certeza de que o valor é todo do seu vazamento.


Att.,



Assinatura: Sildner - Síndico Profissional sildner.marra@bol.com.br
Santos / S.P.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.