O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

Existe algum órgão que regulamenta ou fiscaliza sistema de combate à incêndio em prédios?

Por Amanda Rita da Cruz de Souza
Perguntou há mais de 1 ano

No meu prédio o sistema de combate à incêndio está totalmente inoperante com as mangueiras danificadas , as válvulas emperradas e não há nenhum treinamento para os funcionários em caso de uso do sistema. Já notifiquei a síndica e a mesma não tomou nenhuma providência . Existe algum órgão em que eu possa fazer uma notificacão ?

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (1)

Ordenar:

Maria Telma Falcão de Carvalho
Maria Telma Falcão de Carvalho

Respondeu há mais de 1 ano

Sim Amanda, o corpo de bombeiros. Eles irão até aí e farão uma investiça~]ao e darão um prazo para a sindica tomar as providencias.
Que absurdo!!! se acontecer alguma coisa, ela é responsavel civil e criminalmente. Imagine num caso de incendio!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Amanda Rita da Cruz de Souza
Amanda Rita da Cruz de Souza

Comentou há mais de 1 ano

Obrigada querida pelo esclarecimento irei fazer uma notificação para a síndica e espero que ela dê a devida importância.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.