O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

Evandro da Cunha Ruiz Gomes

Barulho dos elevadores

Por Evandro da Cunha Ruiz Gomes
Perguntou há mais de 1 ano

Olá ,

Poderiam por favor me ajudar com algumas perguntas ?

1) Para verificar se realmente o ruído esta acima da norma permitida pela lei, devemos junto com o serviços de um advogado contratar um perito que possa analisar os ruídos internos em nosso apartamento e também na casa de máquinas?
2) Temos outros problemas tais como a laje sobre o nosso apartamento não possui manutenção desde que o prédio foi feito a 6 anos atrás, gerando alguns pontos de umidade em determinadas partes do teto, valeria a pena colocar este assunto no mesmo process do ruído ou abrir dois processos diferentes? Foi votado em assembleia para que não seja feita nenhuma manutenção.
3) Alguma indicação de advogado na cidade de SP que posso nos ajudar com este processo?

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (9)

Ordenar:

Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

1. Num primeiro momento baixe um medido de decibéis no seu Smartphone. Se houver processo haverá necessidade de perícia mas melhor pagar só o perito determinado pelo juiz.

2. Sim. E as obras necessárias podem ser feitas por qualquer condômino na omissão do síndico.

3. Tente primeiro o CEJUSC pré processual. Mesmo não dando certo será gratuito.

Assinatura: Gestora de Imóveis - Graduada Universidade CESUMAR. Pós Graduada SENAC. Mediação e Arbitragem TASP.
contato: mari.marta_imoveis@hotmail.com

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Paulo Rodrigues de Moura
Paulo Rodrigues de Moura

Respondeu há mais de 1 ano

Bom dia! Os advogados estão aí para faturar.

1° quem deve fazer isso é gratuitamente é a empresa responsável pela manutenção das máquinas;

2° não é comum apresentar problema em pouco tempo ( 6 anos) isso o condomínio precisa analisar com um profissional técnico habilitado para diagnosticar o que esta causando isso, são coisas distintas;

Não vejo no primeiro momento a necessidade da contratação de consultoria jurídica.

Fonte: 12

Assinatura: paulorodrbiguesmoura@hotmail.com
(11) 98440-4093

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Oliveira Consultoria
Oliveira Consultoria

Respondeu há mais de 1 ano

São assuntos diferentes cada um na sua area, como consultor de elevador será necessário verificar com o fabricante a proposta apresentada e aceita pelo construtor e verificar se o nivél de ruido está conforme especificado será necessário a analise de um consultor no assunto

Assinatura: Consultoria Técnica Oliveira Consultoria
21 998543629

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
JVTEC Consultoria de Elevadores
JVTEC Consultoria de Elevadores

Respondeu há mais de 1 ano

Recomendo análise de empresas especializadas em isolamento acústico

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Conservadora Brasileira de Elevadores ltda
Conservadora Brasileira de Elevadores ltda

Respondeu há mais de 1 ano

Bom dia - Primeiramente o Sindico do condominio tem que pedir para a Empresa que presta serviços de manutenção dos elevadores - verificar por qual o motivo que os maquinas dos elevadores estão fazendo muito barulho,
Pode ser rolamentos danificados, motores com as gaiolas abertas, ou demais problemas

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Eliasar Pereira Eduardo
Eliasar Pereira Eduardo

Respondeu há mais de 1 ano

Evandro, bom dia. O ideal é você procurar um advogado especialista em direito imobiliário, mesmo que o ruído não exceda o permitido, ele não pode incomodar, o condomínio tem que tomar providências tanto quanto ao ruído quanto a infiltração.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Excellence Elevadores
Excellence Elevadores

Respondeu há mais de 1 ano

Bom dia

Tudo bom??

Com relação ao barulho do elevador colocamo-nos a disposição para verificar o que esta acontecendo na casa de máquinas.

De acordo com a Norma 15.575/2013, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), também conhecida como Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais, o barulho devem seguir regras.
Entre as novidades da norma, está a determinação dos níveis de ruído máximo que podem passar entre imóveis.
- A pessoa receberá um manual e, caso queira ter direito às garantias (do imóvel, por parte da construtora), deverá segui-lo e fazer as manutenções necessárias. É como num carro, em que você tem que trocar o óleo. Se não o trocar, o motor vai fundir, e você não vai ter a garantia - explica Fabio Villas Bôas, coordenador da revisão da norma.
A coordenadora técnica Geórgia Grace Bernardes comemora a publicação da regulamentação das regras. Ela própria participou do estudo, que reuniu representantes de bancos, governo federal, arquitetos, engenheiros, construtoras, incorporadoras e indústria de materiais da construção.
- É um grande avanço, um marco regulamentário do setor - afirma Geórgia.
-Conversas
Entre as paredes de apartamentos vizinhos, o isolamento deve ser de 45 decibéis. Ou seja, a pessoa não pode entender o que o morador ao lado fala.
-Saltos
Os moradores de um apartamento inferior não poderão ouvir os ruídos de sapatos do andar superior.
-Descarga
Os vizinhos não podem escutar quando outro morador acionar a descarga do banheiro.
-Corredores
Em paredes-cegas (sem portas) de salas e cozinhas entre uma unidade habitacional e áreas comuns de trânsito eventual, tais como corredores e escadaria dos pavimentos, o som não pode ultrapassar 39 decibéis.
-Áreas de lazer
Em paredes-cegas entre uma unidade habitacional e áreas comuns de permanência de pessoas, atividades de lazer e atividades esportivas, além de cozinhas e lavanderias coletivas, o som não poderá ultrapassar 54 decibéis.

Ligue para a gente que faremos uma vistoria gratuita nos elevadores para você.

Fonte: Norma 15.575/2013, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)

Assinatura: Eduardo Bayeux Gerente de Contratos
| 11 99500.7755 www.excellenceelevadores.com.br

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
ELEVAPLUS Elevadores
ELEVAPLUS Elevadores

Respondeu há mais de 1 ano

1) Para verificar se realmente o ruído esta acima da norma permitida pela lei, devemos junto com o serviços de um advogado contratar um perito que possa analisar os ruídos internos em nosso apartamento e também na casa de máquinas?

Seria interessante entender qual tipo de ruído tem incomodado... É o da casa de máquina? Porta? Movimento do elevador? Se seu elevador está incomodando não somente no último andar (que é próximo da casa de máquina) com certeza já está em excesso... Se é portas batendo (fácil de resolver pois é somente ajuste)... Sendo assim aconselho avaliar o tipo de barulho e conversar com a atual prestadora, caso não resolva chame outra empresa e peça uma avaliação.

2) Temos outros problemas tais como a laje sobre o nosso apartamento não possui manutenção desde que o prédio foi feito a 6 anos atrás, gerando alguns pontos de umidade em determinadas partes do teto, valeria a pena colocar este assunto no mesmo process do ruído ou abrir dois processos diferentes? Foi votado em assembleia para que não seja feita nenhuma manutenção.

São processos bem distintos, certamente serão dois processos.


3) Alguma indicação de advogado na cidade de SP que posso nos ajudar com este processo?

Não temos para indicar.

Assinatura: Aline Queiroz
Elevaplus Elevadores
Sua Segurança em Elevação

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Elevartel
Elevartel

Respondeu há mais de 1 ano

1- A empresa mantenedora poderá lhe auxiliar. Caso, queira podemos lhe auxiliar.
De acordo com a Norma 15.575/2013, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), também conhecida como Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais, o barulho devem seguir regras.


Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Ranking do Mês

Usuários que mais respondem as perguntas

Pontuação
Entenda como funciona
Ranking geral

Faça suas cotações agora:

7.146 Compradores
14.703 Cotações
6.000 Fornecedores
Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.