O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

Residencial La Rose

Uso de botijão de gás

Por Residencial La Rose
Perguntou há mais de 1 ano

Mas no nosso caso na convenção e nem no regulamento cita a proibição. Como devo proceder ?

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (1)

Ordenar:

Geraldo Majella da Silva
Geraldo Majella da Silva

Respondeu há mais de 1 ano

A Lei de São Paulo é de 87, mas João Doria quando era Prefeito substituiu todas as Lei relacionadas, portanto, tem que verificar a Lei, tem que entrar em contacto com a Prefeitura local.
Eu entendo que o cilindro fazia parte da Lei. O condômino só não poderia ter o botijão dentro de sua unidade.
O seu condomínio, pelo meu entendimento, está dentro da Lei de 87, não sei qual a redação da nova Lei, mas acredito que o cilindro foi mantido. Se as tubulações já passam por sua rua, acredito que esta decisão, usar o gás de rua, tem que partir dos condôminos em assembleia. Isto terá um custo e ainda, a empresa, talvez, não instale um medidor individual para cada unidade, realizando a cobrança direta para cada condômino. Você verifica que não dei certeza de nada, pois o interessado tem que verificar a Lei, o custo da obra e a aprovação de uma assembleia condominial. Caso a empresa fornecedora do gás, coloque medidores individuais para cada unidade e emitira a conta individual, neste caso, será uma boa vantagem para o seu condomínio e os condôminos, os quais, poderiam ficar sem pagar o gás para os condôminos inadimplentes. Neste caso, lutaria pela utilização do gás que passa pela rua e acabaria com os cilindros. 0k

Fonte: Pessoal

Assinatura: Geraldo Majella da Silva

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.