O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

Gustavo

Reforma de unidade

Por Gustavo
Perguntou há 3 meses

Boa tarde,

Gostaria de saber se arquiteto pode responder por reforma em unidade com quebra de paredes simples (divisórias).

att

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (7)

Ordenar:

Paulo Rodrigues de Moura
Paulo Rodrigues de Moura

Respondeu há 3 meses

Boa noite! Arquiteto ,engenheiro e técnico em edificações.
Todos sabem das suas atribuições profissionais,o cliente que escolhe,sabem também que parede estrutural não pode mexer.

Fonte: 12

Assinatura: paulosindicoprofissional@outlook.com 11 98440-4093.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Eurus Christian Bahniuk
Eurus Christian Bahniuk

Respondeu há 3 meses

Gustavo,

Pode sim. A habilitação em arquitetura e o registro de classe são suficientes.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
CLAUDIO FAGUNDES SARAIVA FILHO
CLAUDIO FAGUNDES SARAIVA FILHO

Respondeu há 3 meses

Sim. Verifique o registro profissional do mesmo no Conselho de Classe. Deve estar ativo e em dia com as contribuições.
E para sua garantia. Exija plantas do projeto, do projeto de demolição, o memorial descritivo da obra, o cronograma (para alertar os vizinhos, sensíveis em época de pandemia) e as RRT de Projeto e ART de Execução, recolhidas e pagas.

Esses documentos são importantes porque respaldam o sindico se algo da errado e respalda o acionamento do seguro do predio.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Paulo Rodrigues de Moura
Paulo Rodrigues de Moura

Respondeu há 3 meses

Não adianta o síndico querer cobrar algo do morador que não existe obrigatoriedade, é implorar para receber processo.

Obra e reforma quem dita as regras é a prefeitura, até parece que é todos os condôminos que pode contratar serviço técnicos cuja valores podem ultrapassarem o valor da reforma.

Fonte: 12

Assinatura: paulosindicoprofissional@outlook.com 11 98440-4093.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (2)
Renata Marcondes Guimarães
Renata Marcondes Guimarães

Comentou há 56 dias

E a NBR 16.280? ignoramos a existência dela?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Paulo Miller
Paulo Miller

Comentou há 31 dias

Sim, ignora. Toda norma da ABNT só tem obrigação de ser seguida se for convocada por alguma lei.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Luiz Leitão da Cunha
Luiz Leitão da Cunha

Respondeu há 3 meses

Sim, pode, com RRT de projeto e de execução.

Assinatura: Luiz Leitão da Cunha - Síndico Profissional - Jornalista Especializado, colunista da revista Direcional Condomínios
Área de atuação: bairros Cerqueira Cesar/Jardins e Pinheiros
https://luizleitaosindicoprofissional.wordpress.com/

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Sheler Laudos e Inspeções
Sheler Laudos e Inspeções

Respondeu há 3 meses

Olá Gustavo, sim engenheiros e arquitetos podem se responsabiliza por esse serviço. Atento para a necessidade da emissão de documento que comprove a responsabilidade técnica por parte do profissional.

Assinatura: Shelter Laudos e Inspeções (https://www.shelterlaudoseinspecoes.com/)

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Boa tarde amigo Paulo Rodrigues,

Achei interessante vossa resposta, então, nesse caso - como podemos proceder?

Assinatura: -Carlos Alexandre de Franco Furtado-
e-mail: cacasantos_2014@yahoo.com.br
Cel: 13-99135-4785

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.