O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×
Cadastrar
Entrar
Cotar Pedir orçamentos
Seja um fornecedor
menu

Pergunta

WhatsApp
LinkedIn
Alberto Morais dos Reis

Fundo de Reserva no Caixa 2

Por Alberto Morais dos Reis
50 dias

O Condomínio possui CNPJ e possui domicilio bancário. Entretanto, por conta de uma ação judicial contra a CEDAE, uma quantia considerável da CEDAE (400 mil reais) foi confiscada da empresa e ela recorreu, não havendo, ainda, decisão final. Em 2014, em assembléia, optaram por praticar a FRAUDE FINANCEIRA de "sumir" com o dinheiro da conta bancária do Condomínio, depositando em contas de moradores; no que eu fui contra. Contudo, a Convenção do Condomínio estabelece que todo e qualquer valor deve ser depositado na Conta Bancária do Condomínio. O dinheiro é contabilizado em "caixa 2". A questão é: se uma dessas pessoas morrer ou se não for tão idônea assim ? O valor, hoje, com mais este artifício, chega a 1 milhão e duzentos, que não ê usado para nada. O que posso fazer a respeito?

Responder esta pergunta

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (7)

Alberto Morais dos Reis
Alberto Morais dos Reis respondeu
50 dias

Desculpem. O "artifício" é que, por deliberação de outra assembleia, o fundo de reserva vai parar nestas contas também, só deixando um mínimo.

Gilmar Marçal da Rosa
Gilmar Marçal da Rosa respondeu
50 dias

Oi Alberto!
Rezar que tudo acabe bem, por que geralmente não acaba.
Isso tem um nome fraude!
Um abraço!

MARÇAL - Síndico Profissionalmente - (Porto Alegre - RS)
E-mail: marcal627@gmail.com - Tel.(51) 986366900
Bacharel em Administração de Empresa

Paulo Rodrigues de Moura
Paulo Rodrigues de Moura respondeu
50 dias

Boa noite! Certamente mais cedo ou mais tarde todos os envolvidos vão prestar contas a justiça.

Fonte: 12

paulorodrbiguesmoura@hotmail.com
(11) 98440-4093

Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez respondeu
50 dias

Vocês ficam sem o dinheiro e continuam com a dívida. E podem ter os bens de cada um dos condôminos penhorados para satisfazer a dívida.

O que pode dar errado?
1. A pessoa pode morrer e o dinheiro de vocês vai para o inventário dela; vai saber a posição dos herdeiros;
2. A pessoa pode se endividar e ter os bens dela penhorados pelos credores, e lá se vai a grana de vocês;
3. A pessoa pode separar-se e o cônjuge simplesmente exigir a partilha dos bens;
4. A receita federal com certeza vai questionar esse aumento de capital da pessoa;
Quer mais: ela dá um golpe em vocês e vai passear na Europa.
Processo por fraude processual. Pena prevista: detenção e multa. Da cadeia a pessoa escapa com trabalho comunitário. A multa pode ser bem pesada.

Boa sorte (tomara que peguem vocês. O que falta no país é honestidade).

Gestora de Imóveis - Graduada Universidade CESUMAR. Pós Graduada SENAC. Mediação e Arbitragem TASP.
contato: mari.marta_imoveis@hotmail.com

Luiz Leitão da Cunha
Luiz Leitão da Cunha respondeu
50 dias

Seu relato não é claro. Se a CEDAE teve um valor penhorado judicialmente, ninguém tem acesso ao dinheiro sem que o juiz emita uma guia de levantamento, e, além disso, a ação está em grau de recurso. Assim, qual o sentido de o condomínio ocultar valores de sua conta bancária, se não é réu no processo?

Não obstante, a transferencia de valores para contas de condôminos é de uma ilegalidade atroz. Isso pode e deve ser questionado em júizo.

Luiz Leitão da Cunha | Atuação em São Paulo, nos bairros Jardins, Pinheiros, Bela Vista, Paraíso e Itaim-Bibi.
https://luizleitaosindicoprofissional.wordpress.com
Colunista da revista Direcional Condominios

Eliasar Pereira Eduardo
Eliasar Pereira Eduardo respondeu
49 dias

O juiz determinou a penhora, e o depósito na conta do condomínio, mas o síndico, espertinho, achou uma solução para antecipar a decisão em favor do “condomínio “, parabéns a todos, inclusive ao advogado. Se a decisão for favorável, parabéns, aí só contar com a honestidade dos envolvidos (que é duvidosa), caso contrário, muitos vão ter que se explicar.

Alberto Morais dos Reis
Alberto Morais dos Reis respondeu
47 dias

Luiz Leitão Da Cunha, a CEDAE fez um acordo em juízo: devolveria 100 e poucos mil reais ao condomínio e o restante, 300 e poucos mil, seriam amortizados em faturas a vencer; mas não cumpriu. O Condomínio recorreu e, em função de troca de governo, a CEDAE não compareceu à audiência marcada. Então, o juiz tomou a decisão.

Ranking do Mês

Usuários que mais respondem as perguntas

Pontuação
Entenda como funciona
Ranking geral

Faça suas cotações agora:

111.294 Compradores
347.818 Cotações
2.769 Fornecedores

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...