O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

Uma vaga de garagem - Carro e Moto

Por Fernando José Lima de Oliveira
Perguntou há mais de 1 ano

Comprei o apartamento com uma vaga de garagem posso estacionar minha moto juntamente com o carro ou não só fica meio apertado, legalmente posso.

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (7)

Ordenar:

Maria Telma Falcão de Carvalho
Maria Telma Falcão de Carvalho

Respondeu há mais de 1 ano

Fernando,
Você comprou um apto. com uma vaga de garagem para UM veículo automotivo e não para moto. Não pode.
Não é permitido colocar carro e moto na vaga de garagem. Leia seu regulamento interno ou convenção.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Amarildo de souza
Amarildo de souza

Comentou há mais de 1 ano

Mº Telma,
No meu condomínio a convenção diz uma vaga por unidade e somente um veiculo por vaga, mas como estamos numa Cidade do litoral e praticamente mais da metade da população possui moto e bicicletas as motos são estacionadas de atravessadas nas vagas atrás dos veiculos, não atrapalhando a passagem de pessoas ou de outros veiculos e todos os condôminos aceita esta forma numa boa, para que não tenhamos problemas futuros esta forma de estacionar as motos juntamente com os veiculos na mesma vaga, deveria constar na convenção ?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Sidney Ribeiro dos Santos
Sidney Ribeiro dos Santos

Respondeu há mais de 1 ano

Não pode colocar 2 veículos em 1 única vaga de garagem. Se assim fosse, o condomínio deixaria de ser organizado e a garagem é área comum. Isso traria problemas para todos, cedo ou tarde.
Por isso, é muito importante que a convenção do condomínio seja bem elaborada, nos mínimos detalhes.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
francisco freitas mendes
francisco freitas mendes

Respondeu há mais de 1 ano

Fernando, veja o que diz seu regulamento interno. Normalmente os regulamentos internos proibem a colocação de dois veiculos na mesma vaga, se for omissa e desde que não fiquem fora das linhas de demarcação, voce podera.

Francisco

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Edylson Campos
Edylson Campos

Respondeu há mais de 1 ano

Sr. Fernando José, boa tarde.

Dê uma olhada no link abaixo, e tire suas próprias conclusões:

Link: http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,justica-libera-duas-motos-em-vaga-de-condominio-,800216,0.htm

Excelente dia.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Edylson Campos
Edylson Campos

Respondeu há mais de 1 ano

Sr. Fernando José, olá novamente. Segue abaixo mais um complemento, melhor fundamentado, sobre este assunto nos tribunais (eu tenho várias decisões favoráveis):

Link: http://tj-sp.jusbrasil.com.br/noticias/2929976/condomino-pode-estacionar-duas-motos-em-vaga-de-garagem

Excelente dia.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

Gente

Se me permitem a comparação meio fora de contexto as leis mudam em uma velocidade "artimética" enquanto que as necessidades sociais mudam em uma velocidade "geométrica".

Até bem pouco tempo atrás bastaria que uma Convenção qualquer proibisse a permanencia de animais e os pets estariam na rua. A lei não mudou, as convenções não mudaram, mas a gente entende que tentar proibir a presença de animais é pagar mico. Basta que o condômino vá para a justiça.

Essa tolerância parece que atualmente está se estendendo às motos. Se um estaciona sua Van e o outro tem um KA e uma moto, em termos de ocupação de espaço isso está equivalente? Existe realmente necessidade se proibir a "coitadinha da moto" ou estamos proibindo apenas porque a Convenção diz que não pode???

Se a vaga for escriturada e você não estiver avançando em um centrimetro que seja no espaço de manobra a moto fica. Se a vaga for coletiva e você estiver disposto a comprar uma briga, quem sabe???

Boa sorte

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (2)
Antonio Carlos Meyer
Antonio Carlos Meyer

Comentou há mais de 1 ano

Já discordei da Marisa em tema parecido. Depois, lendo uma resposta de um advogado, reavaliei o assunto. Como não há lei que permita, nem súmula sobre o assunto, somente jurisprudência, acho que a orientação para o condômino deve ser a seguinte: não pode, mas vc pode tentar na justiça. Se o juiz permitir, amém! Se negar, amém também, pois assim como lei, decisão judicial é para ser cumprida!
Agora, liberar somente porque alguém já conseguiu na justiça eu não concordo. O interessado que entre na justiça também. E somente após a decisão judicial, se positiva, é que ele poderá utilizar dessa maneira.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Comentou há mais de 1 ano

"artimética" foi ruim heim? Que meus alunos não leiam. Quis dizer ARITMÉTICA.

axé

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Sheila
Sheila

Respondeu há mais de 1 ano

Eu tenho uma Harley e não tenho carro, fizemos uma assembleia onde quem não tem carro não pode mais alugar e quem tem só moto para na sua própria vaga e quem tem os dois compartilhar na sua vaga junto respeitando marcação, a minha vaga consta na minha escritura com a metragem, mas não é separada do imóvel mesma matricula.
A sindica por abuso de poder não quer autorizar e diz que vai multar. tem um paragrafo no regulamento que diz moto devem parar nas vagas pre determinadas e em 2018 atualizamos incluindo paragrafo onde autoriza carro e moto na sua vaga ou só moto. Sera que terei que entrar com processo judicial? Preciso de ajuda.

Assinatura: Sheila Ribeiro

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.