O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

SINDICO (CONDÔMINO) PRECISA MORAR NO PRÉDIO?

Por Fernando Takayama Tenguan
Perguntou há mais de 1 ano

SURGIU UMA DÚVIDA, ALGUMAS PESSOAS FALAM QUE O SINDICO CONDOMINO, TEM QUE MORAR NO CONDOMINIO, A NÃO SER QUE TENHA CURSO DE SÍNDICO. ISSO É VERDADE?

OBRIGADO,

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (6)

Ordenar:

Target Administradora
Target Administradora

Respondeu há mais de 1 ano

Não. O síndico pode ser qualquer pessoa moradora ou não do edifício. Isso se a convenção proibir. Verifique o Regimento Interno do seu condomínio.

Caso seja terceiro não moradora do edificio, o mesmo pode nomear algum morador (representante) pra que seja passada as informações necessárias do prédio.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Fernando Takayama Tenguan
Fernando Takayama Tenguan

Comentou há mais de 1 ano

Muito obrigado amigo!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
GUSTAVO RODRIGUES DE LIMA
GUSTAVO RODRIGUES DE LIMA

Respondeu há mais de 1 ano

Segue o que diz a código civil

"Art. 1.347. A assembleia escolherá um síndico, que poderá não ser condômino, para administrar o condomínio, por prazo não superior a dois anos, o qual poderá renovar-se."

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Fernando Takayama Tenguan
Fernando Takayama Tenguan

Comentou há mais de 1 ano

Muito obrigado Gustavo! abraços!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
José Zilmar Miranda
José Zilmar Miranda

Respondeu há mais de 1 ano

Boa Tarde,
Quem trata bem deste assunto é a convenção do condominio..
Consulte a convenção se o sindico é obrigado a morar no condominio, a lei permite qualquer pessoa ser sindico(a) sem ser condomino..

Boa Sorte!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Compliance Sindico Profissional
Compliance Sindico Profissional

Respondeu há mais de 1 ano

Fernanda,

Depende da conveção pois a lei é omissa a esse respeito.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Olá Fernando....

É cada vez mais comum os condôminos travarem uma verdadeira batalha para eleger um síndico, seja porque não há candidatos ou porque o candidato não agrada a maioria.
Por lei, todo condomínio precisa ter um representante legal.
Foi dessa necessidade que nasceu a figura do ?Síndico Profissional?, ou como preferem alguns: ?gerente ou gestor de condomínios?. Ele pode trabalhar como autônomo e gerenciar mais de um prédio.
A legislação não impede a contratação de um síndico profissional, considerando a Lei 10406 Capítulo VII, que diz: "ao síndico, que poderá ser condômino ou pessoa física ou jurídica estranha ao condomínio, será fixada a remuneração pela mesma assembléia que o eleger, salvo se a Convenção dispuser diferentemente". Atualmente, muitos condomínios têm optado pela figura do ?síndico profissional? devido às dificuldades encontradas pelos moradores para gerenciar o dia-a-dia de um prédio. Entretanto, vale salientar que o síndico pode ser pessoa estranha ao condomínio, mas o subsíndico e os conselheiros, obrigatoriamente, devem ser proprietários e residentes no condomínio.
A responsabilidade criminal do condomínio passa a ser de responsabilidade única e exclusiva do profissional contratado. Já a responsabilidade civil continua a ser de todos, por isso os condôminos devem tomar a decisão correta ao escolher o futuro gestor do condomínio.
Os condôminos devem ter em mente que terceirizando o gerenciamento do edifício, não estão se livrando de suas responsabilidades, uma vez que existem obrigações de ambas as partes, e assim, terão que acompanhar os serviços prestados, fornecer as informações e documentos necessários, cumprir fielmente o que ficou estabelecido no contrato. Desse jeito, os moradores poderão, periodicamente, avaliar a qualidade dos trabalhos executados, acompanhar os resultados e corrigir a rota, se necessário.

Fonte: internet

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

Não, a lei não impõe isso. Algumas poucas convenções podem fazê-lo de forma que você deve verificar o que diz a sua convenção sobre o assunto.

Abraços

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.