O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

qual a finalidade do condomínio ter uma relação/cadastro de moradores e se é obrigatório.

Por Irina Barros
Perguntou há mais de 1 ano

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (8)

Ordenar:

Zilda Iandoli
Zilda Iandoli

Respondeu há mais de 1 ano

Irina, é importante esta ficha de cadastro dos condôminos ficar na porta para maior segurança. Sendo a mesma que controla entrada e saida de veículos; empregadas e moradores de cada apartamento. Serve também para o recebimento das correspondencias. Esta ficha deve conter: todos os nomes dos moradores; o nome da empregada ou faxineira; placa do carro e autorização se devem deixar ou não as chaves na portaria.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

Amadinha, tudo depende do tamanho do condomímio e da quantidade de funcionários. Condomínios pequenos ou sem porteiro, a relação de moradores se tornaria inócua, vez que não teria ninguém para controlar os acessos.

Já condomínios mais estruturados, com uma portaria que relmemente identifique quem entra e quem sai, a relação é de vital importancia para o controle (e a segurança claro).

De qualquer forma você fornecer esses dados ao condomínio só será obrigatório se constar da convenção, do RI ou foi deliberado em assembleia.

Abraços

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Angela Merici Grzybowski
Angela Merici Grzybowski

Respondeu há mais de 1 ano

Irina, essas informações são importantes para controle de entradas e saídas e também recebimento de encomendas e correspondências, especialmente em condomínios maiores.
E mais, imagine uma situação de emergência que o condomínio precisa entrar em contato com você como fazer se não tem seus telefones de contato?!?!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
ANTONIO CARLOS EVANGELISTA
ANTONIO CARLOS EVANGELISTA

Respondeu há mais de 1 ano

Irina Barros
Boa Tarde.

Primeiro, verificar se a Convenção determina que seja utilizado este sistema.
Quanto a minha opinião, acho extremamente perfeito porque Tanto o Síndico como os empregados passam a ter conhecimento que é realmente o Condômino ou locatário do Condomínio e havendo mudanças quer por venda ou locações, os novos que chegam preenchem as mesmas fixas para que sempre todos saibam quem é quem no Condomínio.
Inclusive o Sindiconet possuem um modelo de ficha com essa finalidade que pode ser copiada e utilizada, abrangendo até aos autos, placas, etc.
Acredito ter dado minha contribuição.
Abraços

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Eduardo Gimenez Junior
Eduardo Gimenez Junior

Respondeu há mais de 1 ano

Segurança, conhecimentos do moradores e em que apto ele habitam.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Maria Telma Falcão de Carvalho
Maria Telma Falcão de Carvalho

Respondeu há mais de 1 ano

Irina,

O principal papel do cadastram ento dos moradores é a segurança. Além do mais, você precisa saber quem está entrando no seu condominio, se é o propietário mesmo ou se é "um invasor", precisa, quando a pessoa está se mudando, pedir a escritura ou o contrato de aluguel, os documerntos e ver se é mesmo a pessoa.

Não conhe~ço nenhuma leique obrigue, mas em condomínio maior, é mais do que necessário.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
antonio atibones ximenes de menezes
antonio atibones ximenes de menezes

Comentou há mais de 1 ano

Concordo plenamente com Maria Telma Falcão de Carvalho, porem, como não tem lei que obrigue, caso não se cadastre, perderá muito do seus direito pois será tratado apenas como morador, sem direitos de um proprietário/condômino

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
antonio atibones ximenes de menezes
antonio atibones ximenes de menezes

Respondeu há mais de 1 ano

A finalidade é que além da segurança, precisamos saber com quem estamos lidando, e para participar das assembleias, como poderemos saber quem é condômino/proprietário ou quem deve portar procuração, se não tiver cadastro, qualquer pessoa pode chegar, dizer que é condômino e votar. Caso não queira fazer cadastro e ficar incognita no condomínio onde mora, não deveria ter acesso e nem votar.

Fonte: Na minha opinião

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Artur S Maciel
Artur S Maciel

Respondeu há mais de 1 ano

Síndico Proprietário ou Síndico Profissional que se preze, deve ter em mãos a Ficha de Cadastro de cada unidade residencial contendo o máximo de informações possíveis, prevenindo dificuldades futuras (que pode ser amanhã mesmo). Tais informações, preenchidas com clareza pelo condômino proprietário e/ou locatário, é de suma importância nos casos de sinistro (incêndio, vazamento de gás, explosões, arrombamentos, furtos, etc.), pois, no B.O. que se registrar, os nomes de todos os moradores e eventuais visitantes poderão ser exigidos pela seguradora e mesmo pela Defesa Civil, através de seus agentes. Como contém informações sigilosas, os dados nunca devem ser passados a outrem, a não ser por exigências legais. Hoje mesmo estou com dificuldade em conseguir que uma proprietária preencha a ficha completa, porque o marido não permite, mesmo sendo o imóvel 100% de propriedade dela. Os demais moradores e proprietários já preencheram a ficha exceto uma que a locatária está de mudança neste mês, segundo me passou.

Fonte: Experiência profissional e busca na internet: sindiconet e outras fontes.

Assinatura: Artur S Maciel - Belo Horizonte - MG

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.