O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Responder pergunta

Anônimo

Posso ocupar a minha vaga de garagem com o carro da minha visita?

Por Anônimo

Outras respostas (7)

Renatha Dionisio
Renatha Dionisio

Respondeu há mais de 1 ano

Boa tarde!!! Depende do que constar no REGIMENTO INTERNO do seu condomínio, é ele quem determina o que pode e o que não pode. No que eu sou síndica, por exemplo, pode desde que o veículo seja cadastrado junto ao Conselho Administrativo. Caso contrário, não pode.

Derek
Derek

Respondeu há mais de 1 ano

Depende, caso seu RI ou convenção proíba a entrada de veículos de visitantes sua visita não poderá estacionar em sua vaga.
Inquilina ou proprietária você precisa seguir todas as regras do condomínio.

Leandro Bazilio
Leandro Bazilio

Respondeu há mais de 1 ano

Boa tarde.
A questão é simples. A orientação é a mesma para várias situações que você já deve vivido e viverá no condomínio. Leia o Regimento Interno. Lá estão as regras do que pode ou não pode na área da garagem.

Antes de continuarmos, temos que estabelecer os termos de forma adequada.
Você receberá visitantes ou hospedes?
Visitantes permanecem algumas poucas horas em seu apartamento e logo vão embora, já hospedes participam por um período continuo de dias da rotina seu apartamento e aqueles que fazem parte da unidade habitacional devem receber deveres e usufruir de seus direitos no condomínio.

Caso o Regimento seja omisso, então ele não impede, dessa forma o síndico não poderá barrar o uso da vaga se as demais regras forem respeitadas e não trouxer risco para a segurança do condomínio.

É muito positivo você ter o proprietário do apartamento a seu favor. Ele tem mais poder de ´´negociação´´ com o síndico. Debata com ele e trace um plano de ação para derrubar um possível autoritarismo do síndico em aplicar regras que não existam.

Lembre sempre. Sindico não cria regras, apenas as obedece e faz com que sejam cumpridas. Quem cria são os condôminos em assembleia.

victor ferreira
victor ferreira

Respondeu há mais de 1 ano

Leandro, permita-me discordar totalmente de você. Se só é permitido o uso da garagem por morador, não importa se a visita vai ficar meia hora ou dez dias, NÃO PODE. E mais, se o RI for omisso também não pode, já que existe lei federal que proíbe a utlização das vagas de garagens por pessoas que não são moradores. Resumindo, SOMENTE se tiver expressamente autorizado no regimento interno a utilização por pessoas de FORA é que vão poder estacionar seus veículos. a lei é 12.607/12. Ela diz que não pode alugar ou vender a terceiros a vaga, porém o entendimento é a cessão para terceiros, entenda-se terceiros quem não é morador, inclusive parentes e amigos.

Anacleto da Silva Pavão
Anacleto da Silva Pavão

Respondeu há mais de 1 ano

Meu caro.

Se o condomínio não disponibiliza vaga para visita é muito importante que você não tente usar de subterfúgios para resolver seu problema pois você irá criar uma situação muito pior e irá começar a jogar os moradores contra o síndico e vice-versa. Se não existe a proibição no RI, peça uma autorização por escrito e entregue ao síndico mas pense muito na situação que você irá cirar para todos. Uma sai-justa deste tamanho tira totalmente a autoridade do síndico e você será o responsável por criar tal situação ruim em seu condomínio. boa sorte. Lembre-se. As regras são para todos.

Ranking do Mês

Usuários que mais respondem as perguntas

Pontuação
Entenda como funciona
Ranking geral

Faça suas cotações agora:

7.146 Compradores
14.703 Cotações
6.000 Fornecedores
Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.