O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

Votação em assembléia realizada perguntando quem é contrário a uma alteração?

Por Marcio Ciolfi
Perguntou há mais de 1 ano

Houve uma votação em assembléia de um ponto de alteração de projeto de arquitetura interna e a votação ocorreu com o seguinte questionamento: "Quem se opoem a essa alteração"?
Gostaria de saber se esse tipo de votação é válido, já que por timidez ou omissão a maioria dos Condôminos pode não levantar a mão.

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (6)

Ordenar:

Maria Telma Falcão de Carvalho
Maria Telma Falcão de Carvalho

Respondeu há mais de 1 ano

Marcio,

Tanto pode perguntar quem é contra como quem é a favor. A ordem dos fatores não altera o produto.
O quorum exigido para tal obra foi obedecido?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Marcio Ciolfi
Marcio Ciolfi

Comentou há mais de 1 ano

Sim o quorum foi obedecido, porém o ponto constava em assuntos gerais e não como pauta.Gostaria de saber se há alguma descrição na legislação/por convenção na parte jurídica ou por usos e costumes a respeito de como deve ser realizada esse tipo de pergunta?

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

Márcio qualquer forma de manifestação da vontade será válido. A menos que a sua Convenção determine uma forma específica de votação, o que eu não acredito que aconteça. Mas dê uma olhada.

Você mesmo disse que foram respeitados os quóruns, eu dúvido que uma única alma tímida não se manifestaria num assunto que lhe fosse prejudicial, que dirá a maioria?

Mas eu costumo dizer que tudo o que não foi detrminado por Deus pode ser revisto. Tente reunir 1/4 dos condôminos e convoque nova AG para rediscutirem o assunto.

E busque um pouco mais de apoio para essa nova AG.

Boa sorte

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Fabricio Paiva
Fabricio Paiva

Respondeu há mais de 1 ano

Se foi aprovado em assuntos gerais então não vale nada. Critique e peça nova votação com o tema constando do edital.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
francisco freitas mendes
francisco freitas mendes

Respondeu há mais de 1 ano

Marcio, nada discutido em assuntos gerais, podera ser votado.

Francisco

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

Frente a essa a nova informação, que a dita obra foi aprovada em "assunos gerais" eu te pergunto: foi realmente aprovada ou apenas se levantou a possibilidade para saber vale o trabalho de convocar uma nova AGE?

Porque se alguém aprovou algo relevante em "assuntos gerais" eu diria que as chances de cancelar isso na justiça variam entre 99 a 99,9%.

Mas você não precisa ir tão longe, faça uma notificação extrajudicial ao síndico indicando a irregularidade da deliberaçãoe a sua disposição de briga caso ele não convoque uma AG específica para deliberar o assunto. E aí seja o que Deus quiser.

Axé

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Ver todos os comentários (1)
Marcio Ciolfi
Marcio Ciolfi

Comentou há mais de 1 ano

Já conversei diretamente com o Síndico e ele se propos "extra-oficialmente" a colocar na próxima assembléia, mas as alterações de projeto já foram realizados e na ata que recebi, consta "as alterações foram aceitas por todos os presentes".

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Manoel Moura da Silva
Manoel Moura da Silva

Respondeu há mais de 1 ano

Se foi aprovado em assuntos gerais, eu entendo que não vale.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.