O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

O CONSELHO DEVE COLOCAR EM ASSEMBLEIA Q O SINDICO Q RENUNCIOU, FRAUDOU, ROUBOU

Por carlos jose valerio
Perguntou há mais de 1 ano

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (6)

Ordenar:

Osni - Assembleia.Click
Osni - Assembleia.Click

Respondeu há mais de 1 ano

Sim.... Todos os motivos (que possam ser comprovados) devem ser colocados em ata porque servirá (a ata) como documento. CUIDADO não colocar o que não possam provar.
A assembleia tem o DIREITO de saber tudo e quem a preside a OBRIGAÇÃO de contar tudo!

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Marisa Marta Sanchez
Marisa Marta Sanchez

Respondeu há mais de 1 ano

Como bem coloca o Osni, tudo o que pode ser comprovado deve ser apresentado para a AG e relatado na ATA. Não coloque "roubou", acredito eu que o termo correto é fraude.

Abraços

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
francisco freitas mendes
francisco freitas mendes

Respondeu há mais de 1 ano

Carlos, uma coisa é voce levar ao conhecimento da assembleia que houve desvios de finalidade em tais atos, agora colocar na ata que houve roubo é bastante forte, digamos que o sindico sendo inexperiente deixou acontecer coisas erradas, mas não roubou propriamente dito e se ele conseguir provar assim, sobrara uma bela ação para voce, portanto, muito cuidado ao colocar na ata termos pesados, mesmo que comprovados, pode haver erros e não roubos. Se comprovado os fatos, acerte com o sindico a devolução dos valores que é o que interessa ao condominio.

Francisco

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Edylson Campos
Edylson Campos

Respondeu há mais de 1 ano

Sr. Carlos, Boa Tarde

O Conselho deverá apresentar um Relatório Administrativo e Financeiro aos condôminos em assembleia geral especialmente convocada, apontando todos os fatos que "comprovadamente" estão em desacordo no plano administrativo.

Se apresentar desta forma - tópico por tópico - tudo descrito e formalmente comentado, não correrá o risco de eventual processo judicial por dano moral e sua consequente indenização.

Observe um aspecto fundamental: se tudo estiver ajustado adequadamente (parecer do conselho com a correspondente explicação aos condôminos - sem ofensas pessoais), a comprovação será tranquila.

Sei que este momento é tenso, o clima não é bom, etc., por isso proponho esta forma de apresentação. Embora o síndico tenha cometido erros - graves por sinal - não esqueçam que ele é também um condômino. Apresentem o relatório da forma mais profissional possível, e tudo estará bem.

Boa Sorte.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Maria Telma Falcão de Carvalho
Maria Telma Falcão de Carvalho

Respondeu há mais de 1 ano

Se o conselho tem provas cabais, pode sim. É preciso ter cuidado porque se não tem provas o sindico que renunciou pode entrar com ação.Na ata seria melhor colocar "praticou irregularidades", pois a palabra roubar é muito pesada. Como eu disse, é preciso ter cuidado.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Jussara Cunha
Jussara Cunha

Respondeu há mais de 1 ano

Se existem provas e até fortes evidências, isso deve ser reunido e denunciado sim. Aliás ESSA É A FUNÇÃO PRECÍPUA do conselho condominial - vigiar e, caso necessário, denunciar o síndico.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Ranking do Mês

Usuários que mais respondem as perguntas

Pontuação
Entenda como funciona
Ranking geral

Faça suas cotações agora:

7.146 Compradores
14.703 Cotações
6.000 Fornecedores
Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.