O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Pergunta

O que é uma conduta anti social no condominio?

Por Cinara Lopes
Perguntou há mais de 1 ano

O que são condutas anti socias em um condominio?

Responder esta pergunta
WhatsApp
LinkedIn

Aviso: O portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo ou mensagens veiculados nesse espaço.


Respostas (5)

Ordenar:

FF de Medeiros
FF de Medeiros

Respondeu há mais de 1 ano

Podemos destacar alterações estruturais que possam colocar em risco a saúde da edificação e segurança de seus habitantes, manutenção de casa de prostituição na unidade autônoma, atentado violento ao pudor, vida sexual escandalosa, deficiência mental que traga riscos aos condôminos, exercício de atividade profissional nociva em imóvel com fim residencial, uso ou tráfico de drogas, brigas ruidosas e constantes. abrigo de animais em condições incompatíveis com a convivência humana e etc.

Fonte: Comportamento Anti-social no Condomínio Por: Rodrigo Heinzelmann Luckow http://www.hsr.adv.br/arquivos_artigos/28-1.pdf

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Kleber Gonçalves de Almeida
Kleber Gonçalves de Almeida

Respondeu há mais de 1 ano

Boa tarde Prezada,

O Código Civil inovou ao trazer está informação, porém, segue conclusão sobre o assunto:



Entendo que, a exclusão temporária ou definitiva de condômino anti-social é possível desde que haja previsão convencional e após se esgotar todos os outros recursos previstos nas normas internas do condomínio.

Após aprovação da exclusão por ¾ dos condôminos em assembléia especialmente convocada, o que acho bem difícil pois tal quorum se faz necessário em assembleia, e dando direito de defesa ao condômino nocivo.

Ainda sim, após a aprovação, deverá ser proposta ação para se executar a decisão do condomínio.

O Código Civil não concede ao condomínio o direito de excluir um condômino extrajudicialmente, contudo, não proíbe que a exclusão se faça por meio judicial. A exclusão deve ser admitida como último recurso, caso todas as multas não produzam efeito.

Deve-se interpretar a Lei em benefício dos princípios adotados pela Constituição e, nesse aspecto, afirmamos que a Lei não adotou o popular provérbio: ?os incomodados que se mudem?.

Abraços - Kleber - SP

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Fabricio Paiva
Fabricio Paiva

Respondeu há mais de 1 ano

algo que exija chamar a polícia

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
francisco freitas mendes
francisco freitas mendes

Respondeu há mais de 1 ano

Cinara, conduta anti-social é aquele condomino que gera incompatibilidade de convivencia com os demais condominos ou possuidores, e neste caso o condomino podera ser contrangido a pagar multa correspondente ao décuplo ( 10v.) do valor atribuido à contribuição para as despesas condominiais, codigo civil artigo no. 1.337 paragrafo único.. Veja sua convenção o que fala sobre o assunto e aplique-a .
Francisco

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn
Maria Telma Falcão de Carvalho
Maria Telma Falcão de Carvalho

Respondeu há mais de 1 ano

Cinara,

Tudo já foi dito sobre conduta anti-social, mas, não se pode expulsar ninguém de um condominio, embora isso ainda consta em antigos regulamentos e convenções.

Classificar uma pessoa como anti-social é muito subjetivo, portanto, difícil de dizer.

O que você pode fazer é, se essa pessoa é tão nociva e traz tanto mal ao meio em que vive, aplicar a lei do codigo civil que diz que, poderá, mediante uma reunião com 3/4 dos moradores, aplicar uma multa equivalente ao décuplo do valor das taxas condominiais. Quanto a classificar essa pessoa como anti-social, é preciso ter critérios, pois podem se enrascar com uma ação judicial.

Compartilhar
WhatsApp
LinkedIn

Conteúdos relacionados

Aviso importante:

As recomendações contidas nesta seção são realizadas pelos próprios usuários do Portal SíndicoNet, que não revisa nem controla as respostas apresentadas. Desta forma, o Portal SíndicoNet não assume nenhuma responsabilidade, a qualquer título, pela correção ou exatidão das respostas apresentadas, que são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Neste sentido, o Portal SíndicoNet não se responsabiliza por nenhum dano, a qualquer título, decorrente da utilização das recomendações contidas nesta seção. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.