Em reunião nacional dos Presidentes de Secovi na Câmara Brasileira do Comércio e Serviços Imobiliários (CBCSI-CNC), que aconteceu no final do mês passado, o presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda, falou da preocupação do setor com os adquirentes dos apartamentos do “Minha Casa Minha Vida”.

Com esta preocupação, Inaldo Dantas, em visita ao ministério das cidades, foi recebido pelo ministro Agnaldo Ribeiro e este foi um dos assuntos que entrou na pauta.

No encontro o tema central foi o programa “Minha Casa Minha Vida”.  Dantas levou para o ministro a preocupação do mercado imobiliário com as habitações coletivas (condomínios), principalmente aquelas da primeira faixa de renda (0 a 3 salários), já que em grande parte deste público que estão realizando o sonho da casa própria, não têm a noção do que é a moradia no regime de condomínio.

 “Morar em condomínio requer um pouco de conhecimento, principalmente quanto às obrigações e deveres dos condôminos, além de conhecimento daqueles que venham a ser o síndico ou membro da administração. E nos prédios do “Minha Casa Minha Vida” a regra é a mesma, ou seja, os moradores terão que cumprir e fazer cumprir a convenção, o regimento interno, além das decisões das assembleias. Nossa preocupação está exatamente aí, será que este público está preparado para uma convivência pacífica nesta nova modalidade de moradia?” perguntou Inaldo para o ministro Agnaldo Ribeiro, que de pronto solicitou ao presidente do Secovi-PB sua colaboração na busca de solução para esta questão.


Dois milhões de casas para os brasileiros

Minha Casa, Minha Vida é um programa do governo federal que tem transformado o sonho da casa própria em realidade para muitas famílias brasileiras. Em geral, o programa acontece em parceria com estados, municípios, empresas e entidades sem fins lucrativos.

Após o sucesso da primeira fase, quando foram contratadas mais de 1 milhão de moradias, o Programa Minha Casa Minha Vida tem como objetivo em sua segunda fase construir até 2014 mais 2 milhões de casas e apartamentos.

O projeto é destinado a quem possui  renda bruta de até R$ 5.000,00. O Programa oferece algumas facilidades, como, por exemplo, descontos, subsídios e redução do valor de seguros habitacionais.

Colunista do Síndiconet é recebido pelo Ministro das Cidades em Brasília


Colunista do Síndiconet é recebido pelo Ministro das Cidades em Brasília

Presidente Caixa


Jorge Hereda: Nossa preocupaçao é com a moradia deste novo segmento da sociedade

Reunião Secovi


Reunião plenária da CBCSi-CNC: Presidentes de Secovis de todo Brasil discutem temas ligados aos condomínios

Presidente Caixa


Jorge Hereda (Caixa) cumprimenta presidente Inaldo Dantas