O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Gato fugitivo

Mesmo com tela, animal consegue escapar e cai da janela de prédio

Publicado em: quinta-feira, 30 de março de 2017
Para assistir esse vídeo, acesse aqui. Você será redirecionado para outro site.

Gato que despencou de janela de apartamento no Rio passa bem

Imóvel é o mesmo no qual, há dois anos, outro vídeo mostrou tentativa de resgate desesperada de outro felino

O gato que aparece em um vídeo caindo da janela de um apartamento em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio, foi internado, mas passa bem. As imagens obtidas pelo G1 foram feitas por moradores do prédio que fica na Rua Visconde de Abaeté.

O apartamento de onde o felino despenca, para o desespero da moradora que fazia a filmagem, é o mesmo de onde dois animais cairam em 2015. Na ocasião, moradores diziam que a moradora do imóvel mantinha pelo menos 17 gatos em casa.

As imagens feitas nesta segunda mostram o animal, primeiro, em cima de um ar-condicionado do lado de fora de um dos apartamentos e, depois, se pendurando na rede de proteção.

Em determinado momento, o felino perde o equilíbrio e cai. É possível ouvir o impacto do corpo do do gato no chão logo após a queda. O G1 também teve acesso a um vídeo do circuito de segurança do prédio que mostra o momento do impacto do animal no chão. Em seguida, o gato começa a se mexer, ferido.

Uma das quedas de 2015 também foi filmada durante uma tentativa de resgate pelos bombeiros (veja o vídeo abaixo), após o gato sair do mesmo apartamento. Moradores do condomínio, inclusive a síndica, Gláucia Lopes Trindade, dizem que a proprietária do imóvel, Lúcia Cristina de Almeida, tem atualmente mais de uma dezena de animais e acusam a mulher de maus tratos.

"Temos uma liminar obtida pelo condomínio que determina que ela tem que manter o corredor limpo, sem cheiro, no maximo dez gatos e os animais tem que estar vacinados. Ela não fez nada dessas três [determinações]. Pedimos uma nova liminar acrescentando novas reclamações e anexamos fotos de urina escorrendo pelo corredor", diz Gláucia.

A moradora, no entanto, se defende dizendo que há uma "quadrilha" formada por moradores que a persegue.

Ela diz viver no condomínio há 11 anos e informou que os problemas com os animais começaram logo após a síndica assumir a gestão. Lúcia conta que atualmente tem oito gatos e que o animal que caiu na manhã desta segunda passa bem. Ela não sabe dizer, porém, como ele passou pela tela.

"A tela não está rasgada. Já vasculhei a tela inteira e não existe nenhum rasgo", garante a Lucia.

Já Paulina Santanna, que também vive no condomínio há um ano, afirmou que outros gatos já caíram da mesma janela. "Eu não vou dizer que ela [Lúcia] maltrata, mas a tela está furada", explica. Paulina, que também foi a autora de um dos vídeos, disse que Lúcia tem um comportamento "antissocial".

No início da noite, tanto a síndica quanto a dona dos gatos entraram em contato com o G1 para contar que houve um novo caso. Segundo elas, outro gato estava no ar-condicionado do apartamento e corria risco de cair.

Dessa vez, no entanto, os vizinhos avisaram à proprietária e ela segurou o animal através da tela de proteção. Lúcia repetiu que não sabe como os gatos saem do apartamento e disse que tentou roer com os dentes a trama da rede para puxar o felino para dentro. Não conseguiu e um vizinho do imóvel de cima jogou uma tesoura para ela, finalmente, cortar os fios.

Em 2015, ONG levou animais para abrigo

Após os flagrantes de quedas de gatos em 2015, agentes da Secretaria de Promoção e Defesa dos Animais (Sepda) e da ONG Quatro Patinhas retiraram felinos do apartamento de Lucia. Na ocasião, foi fechado um acordo entre ela e os demais moradores, que acusavam Lúcia de manter 17 gatos em casa. A saída dos animais foi acompanhada de gritos de comemoração dos moradores.

 

Fonte: http://g1.globo.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...