O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Lei desigual

Filho de coronel furta vizinhos em Goiás e não é preso

Publicado em: quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Vizinhos acusam filho de coronel de furtar casas em condomínio de Goiás

Segundo moradores, polícia não prende suspeito nem registra ocorrência. PM afirma que rapaz de 18 anos não foi preso porque não houve flagrante.
 
Moradores de um condomínio denunciam que um rapaz de 18 anos furtou casas do imóvel localizado no Setor Santos Dumont, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana. Segundo os denunciantes, o suspeito é filho de um coronel aposentado da Polícia Militar e mora no local. Os vizinhos reclamam que, pelo fato pai do rapaz ser oficial, a corporação não registra ocorrência contra o garoto.
 
A Polícia Militar informou que a investigação deve ser repassada para a Polícia Civil, já que o suspeito não foi pego em flagrante com objetos furtados.
 
O último crime que o jovem é suspeito ocorreu na noite de segunda-feira (24). Na ocasião, o dono da casa, identificado apenas como Cássio, flagrou o vizinho pulando o muro. “Ele não conseguiu levar nada porque eu escutei o barulho dele subindo no muro. Saí para ver o que estava acontecendo e peguei ele descendo o muro”, relata.
 
Após o ocorrido, o proprietário da casa procurou o síndico para que, juntos, fossem falar com o pai do suspeito.
 
“A gente veio até o coronel para falar com ele sobre o que estava acontecendo com o filho e o mesmo informou para a gente que não ia acontecer nada, que, se a gente chamasse a polícia, ia ser só um circo porque ele ia dispensar todas as viaturas que viessem aqui no condomínio”, disse Cássio.
 
O síndico acionou a Polícia Militar. Uma equipe chegou a ir ao condomínio, mas disse que a situação não caracterizava flagrante.
 
O tenente-coronel Alberto, que foi ao condomínio para averiguar a reclamação, orientou as vítimas que registrassem as denúncias na Polícia Civil.  "A pessoa [suspeito] não se encontra em flagrante, não tem testemunha. É a palavra de um contra o outro. Não tem nem a palavra do outro porque eu não ouvi a outra pessoa, mas ele tem que cumprir ir a lei, ir ao distrito e registrar a ocorrência”, informou.
 

Furtos

 
Antes de tentar entrar em uma casa, o jovem é suspeito de cometer outros três furtos no condomínio. Vítima de um deles, a assistente de cobrança Thyafany Ferreira conta que o coronel, pai do suspeito, a procurou para devolver parte dos produtos que foram levados da residência dela.
 
“O próprio pai entregou alguns dos meus pertences em mãos e disse que iria verificar se conseguia entregar mais pertences e nos orientou a não fazer boletim de ocorrência”, denuncia a assistente.
 
Os moradores do condomínio reclamam da insegurança. “Quem sabe o que vai acontecer comigo amanhã porque o policial chega aqui e vai embora, não faz nada”, diz outra moradora, que não quis se identificar.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...