O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×
Rose Brandão

Em condomínios, a omissão dos bons leva ao domínio dos maus

Síndica profissional compartilha experiência do seu dia a dia e mostra como moradores nocivos agem para prejudicar a gestão e, consequentemente, o condomínio

30/11/23 01:03 - Atualizado há 89 dias
WhatsApp
LinkedIn
Detalhe das mãos de um homem vestindo terno e gravata azul. À frente, pinos de jogos, um vermelho (acima no pódio) e outro verde
Condôminos opositores à gestão costumam atrair simpatizantes e deixar dúvidas no ar
iStock

No papel de síndicos, enfrentamos uma batalha diária nos condomínios em relação ao grupo opositor. Eles se unem a outros para prejudicar a gestão e, consequentemente, o condomínio.

Votam contra todas as propostas de melhorias apresentadas pela administração atual. Embora eles não se deem bem uns com os outros, unem-se para prejudicar ou derrubar a administração.

Os bons moradores, exaustos com assembleias tediosas e demoradas, acabam deixando de participar esquecendo-se que mais cedo ou mais tarde essas decisões vão refletir nas manutenções ou venda da sua unidade.

Lido diariamente com isso, especialmente um morador que envia e-mails pedindo explicações sobre a administração a semana toda. Mal conseguimos responder a um e-mail quando outro chega. Ele questiona tudo, não apenas em relação a despesas, mas também como é feita as manutenções e sobre questões que não estão especificadas na convenção ou no regulamento interno, ignorando o fato de que a lei se sobrepõe a esses documentos.

O síndico é forçado a dar explicações a alguém que claramente tem a intenção de prejudicar e não está interessado em aprender ou ter suas perguntas respondidas. O que ainda pior é que esse morador tenta ditar os rumos da gestão, impondo suas próprias vontades, ignorando o fato de que o síndico representa a maioria e não a vontade de um único indivíduo.

  • Leia mais: Responsabilidade civil e criminal do síndico

No início, eles se apresentam nas assembleias de maneira eloquente, demonstrando conhecimento, o que atrai simpatizantes e deixa dúvidas no ar. As pessoas começam a se questionar: "Será que isso ou aquilo está correto?". Eles podem dizer coisas como "Eu trabalho com isso há anos”

Há um pensamento comum de que não é necessário pagar por um síndico profissional quando um morador pode assumir o cargo e economizar dinheiro, esquecendo-se de que o síndico profissional possui um conhecimento adquirido por meio de treinamento, capacitação, cursos e experiência de muitos anos.

Essas pessoas, muitas vezes inexperientes, veem alguém "defendendo o condomínio" e começam a apoiá-lo, até que chega a primeira incoerência, prejuízo de escolhas em alguns casos notificação ou ação legal.

O condomínio reflete bem a sociedade, onde a omissão dos "bons" permite as ações dos "maus".

E como fica o síndico para se defender? Lutamos em silêncio. Porque até o comunicado enviado a todos rebatendo aquele argumento tem que ser pensado, não sugestivo e não pode nem dizer o nome do cidadão.

Como é cansativo viver entre as críticas construtivas e a oposição, sem prejudicar toda comunidade e a saúde mental do síndico.

(*) Formada em Administração de Empresas pela FMU. Certificada em Administração de Condomínios pelo Secovi. Atua como Síndica Profissional na empresa Exclusiva Síndico.

Web Stories

Ver mais

Newsletter

Captcha obrigatório

Confirmar e-mail

Uma mensagem de confirmação foi enviada para seu e-mail cadastrado. Acesse sua conta de email e clique no botão para validar o acesso.

Esta é uma medida para termos certeza que ninguém está utilizando seu endereço de email sem o seu conhecimento.
Ao informar os seus dados, você confirma que está de acordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso do Síndico.
Aviso importante:

O portal SíndicoNet é apenas uma plataforma de aproximação, e não oferece quaisquer garantias, implícitas ou explicitas, sobre os produtos e serviços disponibilizados nesta seção. Assim, o portal SíndicoNet não se responsabiliza, a qualquer título, pelos serviços ou produtos comercializados pelos fornecedores listados nesta seção, sendo sua contratação por conta e risco do usuário, que fica ciente que todos os eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da contratação/aquisição dos serviços e produtos listados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do fornecedor contratado, sem qualquer solidariedade ou subsidiariedade do Portal SíndicoNet.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Não encontrei o que procurava Quero anunciar no SíndicoNet