• A ONU estima que, nos próximos 25 anos, dois em cada três habitantes do planeta vão enfrentar problemas no abastecimento de água limpa.
  • Principais causas: crescimento populacional, poluição das águas, desperdício na distribuição e no uso, e mudanças climáticas.
  • Menos de 1% da água de todo planeta é doce e está disponível para o consumo humano. Não ajuda também a poluição de mananciais. No Estado de São Paulo, metade das bacias hidrográficas se encontram em situação ‘crítica’ ou ‘de alerta’ quanto ao grau de utilização - ou seja, no máximo 50% do volume de água pode ser aproveitado.
  • Falta de tratamento do esgoto: a região que mais trata seus esgotos é a Centro-Oeste: 43,1%. De todo o esgoto gerado no país, apenas 37,9% recebe algum tipo de tratamento.
  • O Brasil desperdiça o dobro da média dos outros países, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Presidência da República. A água perdida em tubulações envelhecidas ou desviada por ligações clandestinas chega a 38% da oferta total. Na região Norte esta perda chega a 52%.

Fontes: Greenpeace; Instituto Trata, Conteúdo SíndicoNet


Página Anterior Página 2 de 12 Próxima Página