O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Condomínio de luxo

Empreendimento na Bahia escondia assaltantes de banco

Publicado em: quinta-feira, 9 de abril de 2015

Assaltantes de banco estavam em condomínio de luxo em Villas

Os dois catarinenses presos estavam hospedados em uma casa de luxo em Villas do Atlântico
 
O Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) apresentou, nesta terça-feira, 7, quatro integrantes de uma quadrilha de assaltantes a banco, detidos no último domingo, 5, quando se preparavam para arrombar um terminal eletrônico do banco Bradesco, em Lauro de Freitas, município da Região Metropolitana de Salvador.
 
Os feirenses João Victor Lima Martins, 23, e Thiago Carneiro de Carvalho, 30, e os catarinenses Douglas Ricardo de Borba, 28, e Chistopher Tomaz Marrke Alves, 32, foram presos em flagrante após serem denunciados por seguranças do banco, que observaram movimentação suspeita ao redor da agência.
 
"Os dois catarinenses estavam na Bahia há 30 dias, hospedados em uma casa de alto padrão, e pretendiam praticar crimes desse tipo em todo o estado. Em depoimento, eles negaram ter participado de outras ações, mas vamos continuar investigando", disse o delegado Maurício Moradillo, que conduziu a apresentação.
 
A desarticulação de parte da quadrilha foi a primeira prisão executada pela força-tarefa montada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), no início deste mês, para coibir crimes a instituições financeiras no estado.
 
Os quatro assaltantes estão presos no Complexo Policial dos Barris, no Centro, à disposição da Justiça. A polícia ainda procura mais dois integrantes do grupo, que não tiveram a identidade divulgada.
 
Junto com os assaltantes, foram apreendidos dois carros - um Corsa Classic, de placa GQW 9060, com licença de Camaçari, e uma Hillux, de placa JQG 3277, de Serrinha -, além de diversos cartões de créditos e dinheiro.
 
Foram recolhidos, também, materiais que seriam utilizados para o arrombamento dos terminais, como uma serra-copo, duas mãos-de-força, 21 brocas, uma lixadeira, uma serra manual, um manômetro, 69 discos de lixadeira, uma máscara, nove chaves de fenda e um alicate.
 
Os objetos, segundo o delegado Moradillo, pertenciam aos catarinenses, que foram contratados especialmente para romper a estrutura dos caixas eletrônicos utilizando a serra-copo.
 
"O uso desse tipo de material não é comum na Bahia. A serra-copo é utilizada, normalmente, para perfurar cascos de embarcações e cofres. É um equipamento silencioso, que substitui o uso de explosivos, além de ter alto custo e exigir qualificação para manuseio", explicou.
 

Prisão

 
No momento da detenção, João Victor e Thiago faziam campana em frente ao banco, enquanto Douglas e Chistopher aguardavam em um village em Vilas do Atlântico serem acionados para, então, arrombarem a agência.
 
De acordo com o comandante da Operação Gêmeos, da Polícia Militar, major Washington Costa Júnior, todos os envolvidos já respondem por assaltos em Feira de Santana e Santa Catarina. Um deles, João Victor, havia sido solto há 30 dias, após cumprir pena três anos por assalto a banco.
 
Junto ao inquérito policial, foram anexadas registros das câmeras de segurança de agências bancárias de Lauro de Freitas. Nas imagens, os quatro aparecem, separadamente, observando detalhes de cada agência, como posicionamento do sistema de monitoramento, movimentação de pessoas e detalhes dos caixas.

Fonte: http://atarde.uol.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...