O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Destino do lixo

Veja o que fazer com restos de comida e materiais recicláveis

Publicado em: segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Administradora orienta sobre o destino correto do lixo doméstico

Em 2010 foi criada a lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que sugere hábitos de consumo sustentáveis e proporciona incentivos à reciclagem, ao reaproveitamento e à consciência ambiental. No entanto, a regra não é cumprida, o que agrava o dado da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), sobre o aumento do volume do lixo produzido no país, que foi de 21% na última década.
 
Para o diretor de Condomínios de Guarida Imóveis, Newton Nunes, uma das soluções para o problema está na conscientização das pessoas quanto à responsabilidade nesse processo de descartar corretamente seu lixo.
 
“É preciso informar, orientar e fazer com que todos compreendam a importância disso. As escolas, empresas e os condomínios podem auxiliar de diversas formas como a divulgação de cartazes informativos, palestras e visitas aos centros de reciclagem”, disse. Para ele, ações simples podem reduzir os riscos do lixo descartado incorretamente.
 
 
Confira as dicas da Guarida Imóveis: 

Alimentos

O mais indicado ainda é a compostagem, que atualmente pode ser feita tanto em casas quanto em apartamentos. “Cascas de frutas e talos de verduras, por exemplo, são ideais para esse processo. Na internet é possível encontrar diversas formas de realizar a compostagem”, explica. Nunes indica, ainda, que já existem composteiras onde é possível colocar além de frutas, verduras, legume e, sementes, também as sobras de alimentos, gravetos, papelão, papel jornal, entre outros.
 

Vidros

Difíceis de descartar, os vidros podem machucar quem realiza o trabalho do recolhimento. “É necessário proteger esses profissionais com atitudes simples como enrolar o material em jornais, o que evita que eles se cortem”, sugeriu.
 

Metais

Poucos sabem, mas o Brasil lidera a lista de reciclagem de latas de alumínio no mundo. Além delas, tampas de embalagens e latas de produtos alimentícios também podem ser recicladas.
 

Papeis

Papelão, caixas de papel, jornais, revistas, livros e outros materiais desse tipo podem ser reciclados.
 

Pilhas e baterias

Esse material é tóxico (chumbo, cádmio, mercúrio), pois quando descartado em lixões libera componentes tóxicos que contaminam a terra, a água, prejudicando planetas e animais.
 
“Nesse caso, a solução é simples. Basta buscar um posto de coleta (supermercados e lojas, por exemplo) e levar as pilhas e baterias para o descarte. A partir disso, será dado o destino com menor impacto ambiental possível”, revela Newton.

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...