O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Fernando Augusto Zito

Pinturas e restaurações

Lei pede que fachada seja cuidada a cada cinco anos

 Por Fernando Augusto Zito*

Com o passar dos anos, as fachadas dos edifícios começam a ficar sujas, manchadas e vezes até infiltrações afetam as unidades autônomas. Nesse momento, entra em ação o síndico que terá a difícil missão de realizar a repintura da edificação.

A primeira questão a ser esclarecida é sobre a obrigatoriedade do síndico do edifício realizar a pintura/restauração da fachada do empreendimento a cada cinco anos aproximadamente, conforme determinação da Lei 10.518/1988.

De acordo com o previsto no artigo 1.348 do Código Civil, o síndico é o responsável pela repintura ou mesmo a lavagem das fachadas e pastilhas do edifício, vejamos:

“Art. 1.348. Compete ao síndico:

(...)

V - diligenciar a conservação e a guarda das partes comuns e zelar pela prestação dos serviços que interessem aos possuidores;

(...).”

 

A segunda questão é em relação a escolha da empresa, devendo o condomínio realizar consulta prévia e obter no mínimo três orçamentos. Nesse mesmo momento a direção do prédio deverá solicitar cópia da minuta do contrato de cada uma das empresas, assim o corpo diretivo terá ciência sobre as condições e prazos contratuais.

Outro item de suma importância refere-se às responsabilidades. Além de toda parte de segurança, com a utilização dos equipamentos exigidos por lei e apresentação de seguro de acidentes, deverá ficar claro em contrato, que a responsabilidade em relação as telas de proteção, bem como os envidraçamentos de varandas será única e excusiva de cada condômino, haja vista fazer parte integrante de sua unidade autônoma e não da fachada do condomínio.

Sendo assim, recomendamos que a direção do prédio encaminhe comunicado para todos os condôminos, esclarecendo que o codomínio não será responsável por quaisquer danos inerentes a esta restauração.

Concluídas essas etapas, só restará torcer para que nenhuma intempérie prejudique o andamento dos serviços.

(*) O autor é advogado, especializado no atendimento a condomínios.

 

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...