Jardins

Reformas e projetos dos jardins

  • Na reforma e poda de limpeza para formação dos caramanchões, caso estes tenham trepadeiras, é necessário esperar após a florada das mesmas, quando o caramanchão fica livre das hastes: depois disso é que a trepadeira pode ser reconduzida ao local.
  • Os gazebos (áreas de convivência no formato depequenas construções, com teto e geralmente abertas dos lados) devem ser construídos visando sempre um local que atenda as necessidades dos moradores, permitindo a máxima utilização do espaço.
  • A reforma da cerca viva com flores deve acontecer também após a florada seguida da poda de seus ponteiros, formação dos torrões (processo chamado de sangramento), para depois transplantar as mudas para o local que já deve ter a cova aberta para receber as plantas.  
  • A reforma de cercas vivas pode ser complicada de se realizar, uma vez que, se já estão formadas, significa que as espécies estão bem enraizadas e transplantes são arriscados. “É preciso sempre abrir uma ‘cova’ (buraco em volta da raiz), geralmente quatro vezes o tamanho da raiz, para a espécie continuar vida”, explica o paisagista Thiago Anderson, da Botanical Garden Paisagismo e Decorações 
  • A reforma da iluminação dos jardins deve ser feita sem comprometer a segurança, e valorizando as espécies em destaque. A iluminação não tem segredo, basta embutir a fiação por baixo do solo, levando os pontos até os locais desejados. É importante observar a utilização apenas de materiais adequados aos ambientes (externo ou interno). Os cantos escuros também devem ser evitados no condomínio. 
  • De acordo com a paisagista Martha T. Guedes, da Natural Paisagismo & Projetos, a criação de canteiros com ervas aromáticas, por exemplo, deve procurar se integrar as outras espécies do jardim de forma harmoniosa, e o importante, que receba pelo menos 4 horas de sol diariamente.  
  • No canteiro de ervas aromáticas e hortaliças, Thiago Anderson completa dizendo que o primeiro passo é escolher um local ideal; em seguida preparar a floreira, a jardineira ou vaso, com material apropriado. “Ele não pode tomar sol o dia todo, mas também não pode ser muito sombreado”, antecipa.
  • O preparo do canteiro ideal exige a seguinte mistura: - uma parte de terra; - uma parte de composto orgânico; - duas partes de areia misturada e peneirada.  

Procedimentos: 

  1. Fazer sulcos ou regos, com a terra já umedecida, de 10 em 10 centímetros de distância, com 1 a 2 centímetros de profundidade para colocar as sementes. Os regos devem ficar atravessados na sementeira.
  2. Semear a quantidade necessária de acordo com o canteiro e o número de mudas que deseja.
  3. Para cobrir as sementes nos regos, peneirar em cima da sementeira uma camada fina de terra.
  4. Regar duas vezes ao dia, de manhã e à tarde.
  5. A renovação do solo é sempre bem-vida. Sempre que possível, aplique composto orgânico e terra nos canteiros.
  6. Quando as plantas começarem a ficar velhas, recomenda-se trocá-las. 
  • Outras obras são interessantes nos jardins como a instalação de playground; uma área de fogueira (caso o espaço permita); pista para caminhada; e jardim dos sentidos com aromas e texturas diferenciados para estimular crianças, idosos, e portadores de deficiência.
  • Para uma reforma abrangente no jardim, é necessária uma análise do local, levando em consideração diversos fatores, como a incidência do sol; a edificação; se há subsolo ou sistemas elétricos e hidráulicos e etc. Consultar um profissional é o ideal para solicitar um projeto.
Martha Guedes aponta algumas dicas para reforma:
  • Verificar as espécies e espaços que se dispõe e que podem ser aproveitados;
  • Verificar quais as expectativas e necessidades para o espaço;
  • Elaborar e discutir um projeto com os usuários e implantá-lo, seguindo as etapas desde o preparo do solo, as edificações, até o plantio.

 

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...