O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Atualizando o imóvel

Implantar novas áreas de lazer demanda anuência de todos os condôminos

Publicado em: sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

 Alteração em prédios antigos exige cuidados 

EXIGÊNCIA. Para implantar um espaço de lazer é preciso ter a aprovação de um engenheiro, dos condôminos e da prefeitura
 
Academia, piscina, quadras poliesportivas, brinquedoteca e pet place. Para ter acesso a todas essas opções de lazer não é preciso mais se deslocar a vários lugares diferentes. Esse é um privilégio de quem mora nos condomínios-clubes, que oferecem uma infraestrutura completa para atender às necessidades dos moradores em um mesmo espaço. Essa tendência tem atraído investidores e compradores e até quem mora em prédios antigos, que não oferecem essa estrutura, quer implantar novos espaços de convivência. Entretanto, implantar novos espaços não é tão simples como parece e é necessário seguir à risca o que determina a legislação.
 
De acordo com o diretor regional do Sindicato da Habitação e Condomínios do Paraná (Secovi-PR), e proprietário de uma administradora de condomínios de Maringá, Marcelo Liberati, o primeiro passo para ser bem-sucedido nesse processo é contratar um engenheiro para fazer a avaliação técnica do imóvel. Ele explica que esse profissional deve certificar a viabilidade técnica estrutural do prédio para que os condôminos comecem a conversar sobre o assunto.
 
Passada essa parte, os moradores precisam entrar em concordância sobre a área de lazer que será implantada. "Em um condomínio existem três tipos de despesas que são as obras necessárias, como consertos e medidas de segurança; obras úteis, que melhoram o dia a dia dos moradores e as voluptuárias, que se referem ao embelezamento do condomínio. Para que esta última seja realizada é preciso ter a aprovação de dois terços dos moradores do prédio, ou seja, se o condomínio tem 30 apartamentos, 20 pessoas precisam aprovar a obra", explica o diretor.
 
Em casos de alteração de destinação de área, que é o caso de transgormar um salão de jogos em uma academia também se faz necessária a concordância de dois terços dos moradores. Já para a construção de um novo pavimento, é preciso ter unanimidade dos condôminos.
 
"Além de todo esse processo, a prefeitura também precisa autorizar a alteração do projeto inicial e o Corpo de Bombeiros deve alterar o projeto de incêndio. A construção dessas áreas demandam um custo muito elevado e, antes da mudança, a obra deve estar em concordância com o Código Civil, a convenção e o regimento interno do condomínio e por fim ser aprovado em assembleia geral"

Fonte: http://maringa.odiario.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...