O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Cuidados com o playground

Área deve receber manutenção preventiva como as outras

Publicado em: terça-feira, 21 de julho de 2015

Manutenção em playground deve ser periódica para evitar acidentes

Em condomínios novos, as construtoras são responsáveis pelos equipamentos até cinco anos após a entrega
 
Com o fim das férias escolares, as crianças começam a estudar e a rotina dos condomínios volta ao normal. Neste período, quando os playgrounds são menos usados, é a época ideal para que as manutenções sejam feitas para evitar acidentes pelo excesso de uso dos moradores. 
 
O coordenador de condomínios da Apsa, João Ferraz, indica que a manutenção periódica da área é fundamental, segundo que  é indispensável guardar todas as informações dos brinquedos, antigos e novos. Existem três tipos de inspeções: rotineira, onde se analisa perigos óbvios ou atos de vandalismo; registrada, que visa identificar corrosão, desgastes ou deterioração, feita trimestralmente; e a certificada, pelo fabricante ou profissionais  do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA), duas vezes ao ano.
 
João indica  que, em condomínios novos, as construtoras são responsáveis pelos equipamentos até cinco anos após a entrega. Foi o caso do condomínio onde mora a comerciante Vanessa Mota.
 
“O escorregador começou a enferrujar com menos de um ano depois que nos foi entregue pela empresa. No início, eles queriam nos repassar os custos, mas conseguimos nos livrar desse orçamento, pois estava escrito no contrato”, explica Vanessa. 
 

INSPEÇÕES

Na inspeção é necessário checar se o material é atóxico,  se não há parafusos frouxos ou desencaixados   e se há farpas expostas ou pregos enferrujados.
 
Pisos desnivelados, partes sem tinta, partes de madeira não impermeabilizadas e que não permitem escoamento de água, peças sem lubrificação ou com problemas na solda também devem ser vistos.
 
É necessário também manter um espaço livre de, no mínimo, 1,30m entre os brinquedos. É também indispensável analisar a data de validade  do brinquedo. Os de plástico, por exemplo, possuem vida útil, em média, de três anos. Os que têm estrutura plástica e metálica duram entre 15 e 20 anos.
 
“É importante anotar orientações de limpeza e manutenção no livro de registro de inspeção do espaço. A existência do livro é obrigatória e deve ser aberta ao público. É necessário que os pais participem da sua elaboração, contribuindo caso vejam algo errado”, explica João.
 
Outro cuidado  deve ser a qualidade do piso do playground, que deve estar preparado para absorver o impacto. Materiais de borracha são uma  alternativa, pois diminuem o atrito com o chão e melhoram a aderência .
 
“É importante lembrar que a espessura das placas deve ser escolhida de acordo com o máximo da altura que as crianças podem chegar em cima dos brinquedos”, conta o coordenador.

Fonte: http://www.correio24horas.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...