O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Convivência

Duas entradas

Condomínio em Manhattan têm portaria diferente para ricos e pobres

Publicado em: segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Em Nova York, ricos e pobres não têm os mesmos acessos a edifício

Para os inquilinos de baixa renda, será destinada uma entrada separada, numa rua lateral, batizada de ''porta dos pobres
 
A diferença entre ricos e pobres é um discussão que já vem de muitos anos. Embora haja quem diga que, atualmente, não existe mais essa diferença, alguns detalhes e comportamentos não dizem o mesmo.
 
Na grande e exemplar cidade de Nova York, a decisão dos administradores de um edifício de luxo não agradou a muitos nova-yorkinos. O edifíco Riversidena Riverside Drive, em Manhattan, é um prédio ultramoderno de 33 andares, com 219 unidades de luxo, onde o valor mais barato de três quartos é vendido por nada menos que US$ 3,6 milhões.
 
O edifício conta ainda com mais 55 apartamentos disponíveis para locação de "inquilinos de baixa renda", que custa US$ 833, mensal, por um quarto conjugado.
 
No entanto, o problema começou quando os inquilinos de baixa renda perceberam que não terão o mesmo acesso ao complexo, que os ricos.
 
Para os de baixa renda, será destinada uma entrada separada, numa rua lateral, batizada de "porta dos pobres". De acordo com o Globo, a rede CNN constatou que esse não é o único prédio da cidade a aderir a essa separação.
 
No prédio dos ricos, a vista é bela, tem um fácil acesso a piscinas, ao boliche, ao simulador de golfe e a uma sala de cinema particular.
 
Já os apartamentos dos pobres, a vista principal é a rua, e eles contam com apenas uma sala comunitária e um bicicletário. Além disso, os menos abastados não terão seus apartamentos com lava-louças ou máquinas de lavar e secar. Mas poderão usar uma lavanderia comunitária. E, caso queiram estacionar, devem alugar um espaço.
 
O complexo foi construído com o aval das autoridades municipais sob o chamado “Programa de Moradia Inclusiva”, montado para oferecer opções acessíveis em condomínios de luxo e diminuir a desigualdade nas áreas mais afluentes da cidade.
 
O programa foi iniciado em 2009, sob a gestão do ex-prefeito Michael Bloomberg, e dá incentivos fiscais às construtoras que oferecerem apartamentos acessíveis.

Fonte: http://www.opovo.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...