O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Economia de gás

Gás natural ajuda unidades a economizarem em Poços de Caldas (MG)

Publicado em: segunda-feira, 25 de abril de 2016

Gás natural pode gerar até 15% de economia em casas em Poços, MG

Desde que foi implantado, em 2010, no Sul de Minas, o gás natural encanado é usado por empresas, indústrias. A partir de 2013, passou a abastecer as residências e um dado recente da Gasmig mostra que mais de 80% dele está nas residências de Poços de Caldas (MG) e que há uma economia de até 15% aos consumidores.
 
O administrador Wagner Dias usa o gás natural no apartamento em que vive par acender o fogão e aquecer a água, inclusive a do banho. Para ele, uma economia e tanto.
 
"Eu usava Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) antes. Eu tinha uma casa em que eu tinha cilindros de GLP. Eu gastava lá um cilindro por mês, que custa R$ 170. Hoje aqui, a gente tem a mesma quantidade de pessoas e gasta R$ 100. Então a economia é bem significativa comparando-se GLP e gás natural", contou.
 
E segundo ele, não é só o bolso que agradece. A questão da segurança também é destacada. "Toda a instalação é feita dentro de normas inspecionadas pela própria Gasmig. As empresas que fazem o trabalho são especializadas, então a gente tem mais tranquilidade com relação à segurança", comentou.
 
O prédio onde o Wagner mora foi o primeiro imóvel residencial do Sul de Minas a ser abastecido com o gás natural, em 2013.  Desde então, a rede cresceu bastante. Hoje a Gasmig tem 588 clientes na região, sendo que 581 são em Poços de Caldas, onde 499 unidades residenciais usam o gás natural, ou seja, 85% do total. O combustível chega aos prédios por um ramal subterrâneo ligado à rede de gasodutos da Gasmig.
 
"Essa ligação é muito semelhante à da água. Então, na entrada de cada condomínio, a Gasmig coloca um conjunto de medição. Neste conjunto de medição é registrada a quantidade de gás consumida pelo condomínio e, ao final de cada mês, é enviada uma fatura para o condomínio", explicou o engenheiro Leandro Taets, da Gasmig.
 
Ele esclareceu ainda que o preço do gás natural é menor que o do GLP, ainda muito usado em condomínios. "Em geral, o gás natural é de 10 a 15% mais barato do que o GLP. [Isto] pela facilidade do transporte, a distribuição do gás. Você não precisa de ninguém para ficar carregando botijão, instalando botijão, ou então um caminhão para vir abastecer o condomínio", acrescentou Taest.
 
Outra vantagem do gás natural é a facilidade. Como o fornecimento é contínuo, o consumidor não precisa se preocupar com reabastecimento: o gás não acaba mais  no meio do preparo do almoço ou do jantar e também não precisa do espaço para o botijão, já que ele é encanado.
 
Ainda em Poços de Caldas, um outro prédio do Centro da cidade aposentou os cilindros de GLP. Desde dezembro de 2015, o gás natural chega aos 36 apartamentos do edifício. O morador Roberto Rossi comemora. "A vantagem é financeira. O gasto que havia e o de hoje, a gente tem uma economia em torno de 40%", destacou.

Fonte: http://www.jornalfloripa.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...