O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Mundo estranho

Escorpião em apartamento

Criança de 7 anos foi picada, mas passa bem

segunda-feira, 8 de julho de 2019
WhatsApp
LinkedIn

Criança de 7 anos é picada por escorpião em apartamento na Asa Norte, em Brasília

Menina calçava sapato quando foi atacada. Após seis horas em observação no Hran, ela recebeu alta médica

Uma menina de 7 anos foi picada por um escorpião, nessa sexta-feira (5), em um apartamento na 716 Norte, em Brasília. O tio da criança, Corinto Miranda Júnior, contou que a sobrinha pressionou o animal ao colocar o sapato e acabou sendo atacada.

"Foi um susto quando soubemos da ferroada, mas o escorpião não chegou a injetar o veneno", disse o empresário.

A família imediatamente levou a menina ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran). Em nota, a Secretaria de Saúde informou que a paciente foi acolhida e ficou em observação por seis horas.

Segundo a pasta, ela não precisou receber o soro antiescorpiônico porque não apresentou sintomas. Após o período de observação, a criança recebeu alta médica.

Ao G1, Corinto afirmou que a sobrinha passa bem, apesar do susto.

Outro ataque

Em 29 de junho, um menino de 4 anos morreu após ter sido picado por um escorpião em Taguatinga. O garoto foi levado para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT), onde recebeu medicação e ficou internado.

Apesar do socorro, Christian não resistiu. De acordo com os pais da criança, o veneno atacou o coração e o pulmão do menino.

Atendimentos

De janeiro a junho deste ano, 618 pacientes receberam atendimento após serem picados por escorpiões no Distrito Federal. Em todo ano de 2018 foram 1.286 ocorrências.

A Vigilância Ambiental (Dival) apontou que a maioria dos acidentes é causada pelo escorpião amarelo, espécie conhecida como Tityus serrulatus. A Secretaria de Saúde orienta que os moradores coloquem rodos duplos de borracha nas portas, telas nos ralos e janelas, além de controlar a presença de baratas – principal alimento do escorpião.

"É importante lembrar que o animal gosta de locais escuros e úmidos, como caixas de esgoto, de eletricidade e até linha telefônica, entre outros espaços."

O que fazer em casos de picadas?

Segundo a secretaria, as vítimas devem procurar a emergência dos hospitais ou Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). O Centro de Informações Toxicológicas pode dar as primeiras orientações no caso de pessoas picadas. O telefone para contato é: 0800 644-6774.

O serviço de Vigilância Ambiental também pode ser acionado pelo número (61) 2017-1344 ou pelo Disque-Saúde 160.

Veja locais onde há soro contra a picada de escorpião no DF

  • Hospital Regional de Ceilândia
  • Hospital Regional de Brazlândia
  • Hospital Regional de Sobradinho
  • Hospital Regional da Asa Norte
  • Hospital Regional de Taguatinga
  • Hospital Regional de Santa Maria
  • Hospital Regional do Paranoá
  • Hospital Regional de Samambaia
  • Hospital Regional do Guará
  • Hospital Regional de Planaltina
  • Hospital Regional do Gama
  • Hospital Materno Infantil de Brasília
 

Fonte: g1.globo.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...