O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Evitando o Aedes aegypti

Em Macaé, imobiliárias se empenham e colaboram com ações profiláticas

Publicado em: quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Dengue: parceria com imobiliárias garante acesso a imóveis fechados em Macaé

A Prefeitura de Macaé está fortalecendo a parceria com as imobiliárias da cidade para o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chicungunya. A meta do governo é ter acesso facilitado para vistoria dos imóveis fechados que estão para alugar ou vender.

Nesta quinta-feira (12), agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) fizeram vistorias no bairro Horto pela manhã e à tarde estiveram em um imóvel na Praia do Pecado que está fechado para aluguel.

De acordo com o coordenador de Promoção da Saúde dos Animais e Controle de Zoonoses, Rafael Amorim, vizinhos do imóvel solicitaram a visita dos agentes, pois estavam preocupados com a piscina da casa.

- O governo está buscando vistoriar o maior número de residências, por isso, a parceria com a imobiliárias e donos de casas fechadas. Este trabalho faz parte das ações dispostas no Decreto nº 002/2017 publicado, na sexta-feira (6), onde foram apresentados os procedimentos de prevenção e controle da dengue no município e ressaltou a necessidade e a obrigação do poder público municipal de tomar ações preventivas e de combate à proliferação do mosquito -, lembrou.

A administradora do imóvel, Margareth Jardim, recebeu a equipe e informou que um piscineiro faz o tratamento da água semanalmente, com cloro granulado, clarificante e germicida.

"Sou uma profissional comprometida com meu trabalho e com a saúde e o bem-estar de todos", disse, acrescentando que, apesar da piscina apresentar alguns resíduos no fundo, a mesma se encontra clorada.

O agente de endemia, Rodrigo Barcelos, examinou toda casa e não encontrou nenhuma foco.

"Fizemos o tratamento dos ralos, com a colocação de larvicida e solicitamos a colocação de telas nos mesmos. A casa não tem nenhum problema e a nossa orientação é manter sempre a piscina clorada, para evitar a proliferação de mosquito", alertou.

Ele ressaltou a importância dos corretores e proprietários visitarem os imóveis com mais frequência, procurando eliminar focos de proliferação do mosquito, principalmente neste período em que é maior a ocorrência de chuvas alternadas por dias de temperaturas elevadas, condições que contribuem para a proliferação do mosquito.

O trabalho de vistoria aos imóveis fechados será contínuo. A população pode contribuir realizando denúncias para o Disque-dengue: 0800-022-6461 ou ainda na página da prefeitura no Facebook.

Fonte: http://www.secovirio.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...