O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Convivência

Horta em condomínio

Zelador faz bom uso de canteiros vazios

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Em prédio chique, Valdomiro é zelador que aproveitou cantinho para criar horta

Agora, do lado de espaço gourmet, moradores tem temperos de graça

O zelador Valdomiro Rodrigues, de 35 anos, faz parte do grupo de pessoas que com pequenas iniciativas é capaz de plantar uma ideia e trazer à vida da vizinhança uma rotina alimentar mais saudável. 

Tudo começou há um ano, quando o zelador encontrou cinco canteiros de um prédio na Avenida Ricardo Brandão sem uso. "Estava só na terra, havia poucas flores e pensei o quanto seria melhor fazer uma horta".

O canteiro, que sempre fez parte do projeto original do edifício sofisticado, fica ao lado da área gourmet, normalmente, usada nos fins de semana por moradores para cozinhar e receber, motivo extra que levou Valdomiro a dar início ao plantio e tornar o espaço ainda mais convidativo.

"Na cozinha tem forno de pizza e churrasqueira, ou seja, os temperinhos naturais podem ser colhidos na hora e consumidos aqui mesmo", diz.

De início, a ideia passou despercebida por muitos moradores, que pouquíssimas vezes compareceram à horta, bem cuidada, para colher temperos. Mas quando o primeiro morador chegou para aproveitar um pouco hortelã, manjericão, orégano, cebolinha e folha de louro, esse foi o maior prazer de Valdomiro.

"Quando alguém chega, pega e ainda elogia, a gente fica orgulhoso. O ego vai lá em cima um pouquinho, porque a gente sabe que está fazendo o bem", comemora.

Valdomiro não assume, mas já andou tristonho pelo condomínio ao ver poucas pessoas aproveitando da horta comunitária, foi assim que sua dedicação chegou ao Lado B, sugerida por um dos moradores, que admirado, também ouviu sobre a falta de olhar sensível dos moradores para a iniciativa e carinho do zelador.

Independente do valor que se paga no condomínio, que fica em torno de R$ 450,00, cada morador do prédio pode pegar o que quiser na horta, mas com uma condição: tomar cuidado na hora de colher.

"Sempre peço pra arrancar com jeitinho para que os outros possam colher o tempero fresquinho também".

Entre os temperos, o pé de boldo virou o maior atrativo da horta, principalmente, após um fim de semana animado daqueles que muita gente exagera na bebida alcoólica. "É um excelente remédio natural para o estômago. Às vezes, quando alguém está com dor ou sente aquela ressaca, o boldo é a melhor coisa".

Seu Valdomiro trabalha como zelador há 35 anos. Já foi faxineiro e porteiro, até que decidiu se especializar para atuar como zelador em um condomínio que trabalhou anteriormente.

"Sempre gostei muito de trabalhar com as pessoas e zelador é isso, a gente precisa lidar bem com os moradores, não é só se preocupar com a estrutura do prédio, é preciso paciência, educação e fazer com que vida em vizinhança seja prazerosa", explica.

Enquanto para os urbanistas, recuperar essa ideia de cultivo entre a comunidade dentro das cidades ainda é um desafio, para seu Valdomiro o plano é mais simples do que se imagina. "Em todo prédio tem um cantinho com terra escolhido para o paisagismo que a gente pode usar de um jeito melhor. Aqui já tinha verde para todo lado e um canteiro como horta é uma solução mais prática".

Em outro residencial, Valdomiro lembra que usou carriolas, deixadas na reforma, para fazer uma horta aos moradores. "É muito simples, cavei um buraco, enterrei o carrinho pra ele ficar firme e plantei ali dentro. Depois, é só cuidar", explica.

 

 

Fonte: /www.campograndenews.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...