O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Impacto ambiental

MPF não quer condomínio construído perto de reserva no Sergipe

Publicado em: segunda-feira, 26 de novembro de 2012

 MPF faz recomendação sobre construção de condomínio

Sugestão é que licença prévia não seja concedida pela Adema
 
O Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) recomendou ao presidente da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) que não conceda a licença prévia para a construção do Condomínio Reserva Lagoa-Mar, localizado no município de Barra dos Coqueiros, nas proximidades da Reserva Biológica (Rebio) Santa Isabel. O MPF também pede que a Adema solicite à empresa Zelar Imóveis Ltda as adequações necessárias para complementar o Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto sobre o Meio Ambiente (EIA/RIMA).
 
Segundo a recomendação, ao realizar o EIA/RIMA, a empresa não considerou todas as espécies de animais que vivem ou transitam na Reserva Biológica (Rebio) Santa Isabel, localizada nos municípios de Pirambu e Pacatuba, não apontou os impactos ambientais que serão causados pelo aumento da população humana na área e não apresentou formas de compensação a esses impactos.
 
Após os acréscimos realizados pelo empreendedor no EIA/RIMA, os estudos devem ser analisados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).
 
A procuradora da República Lívia Nascimento Tinôco explica na recomendação que o empreendimento vai influenciar sob vários aspectos a região conhecida como Ilha do Rato, local importante para a desova de tartarugas marinhas de pelo menos sete espécies, além de trazer prejuízos a outros animais que habitam a reserva.
 
A Adema terá prazo de 10 dias para informar ao MPF se acata a recomendação e, em caso positivo, quais as medidas tomadas. Caso não aceite, o MPF poderá tomar as medidas judiciais cabíveis.

Fonte: http://www.infonet.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...