O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Insegurança na piscina

Criança de 3 anos morre afogada em condomínio

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Criança de 3 anos morre afogada em Lauro de Freitas

Ana Luiza de Jesus Andrade caiu na piscina de adultos

A pequena Ana Luiza de Jesus Andrade, 3 anos, morreu afogada numa piscina no sábado (28/10), no município de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador (RMS).

A garota estava na casa dos tios, em um condomínio residencial no bairro do Caji, quando caiu na piscina de adultos.

Ana Luiza ainda foi socorrida para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu. O corpo da menina será enterrado às 16h deste domingo (29/10) no Cemitério Municipal de Itapuã. 

O caso aconteceu por volta do 12h30, no Condomínio Gran Ville das Artes, situado no Loteamento Quinta de Picuaias, na Avenida José Leite. Ana Luiza e quatro primos pequenos brincavam na piscina infantil e eram observadas por dois tios.

“Fui recepcionar um visitante na portaria, enquanto meu irmão olhava as crianças”, contou Thiago Rodrigues, 31 anos, tio de Ana Luíza e morador do condomínio. 

No entanto, o segundo tio precisou sair do campo de visão das crianças. “O filho dele, que é hiperativo, saiu da piscina infantil correndo e ele foi atrás”, contou Thiago. Ainda segundo  ele, Ana Luiza caiu na piscina em circunstâncias ainda não esclarecidas.

“Ninguém viu como foi. Sabemos é que ela estava boiando na água e um morador a retirou e prestou os primeiros socorros. Ela expelia muita água”, disse Thiago.

Ana Luiza foi levada à Upa e mesmo assim nada adiantou.

“Os médicos disseram que fizeram de tudo, mas ela já chegou morta”, lamentou Thiago. 

A menina era a caçula de três irmã e morava no bairro de Mussurunga I. 

Fonte: http://www.correio24horas.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...