O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Jardim no verão

A manutenção torna-se vital neste período

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Jardim do condomínio exige mais cuidado com a chegada do verão

A síndica Elaine Graziela considera importante a conscientização dos moradores para manter as plantas bonitas e saudáveis

A chegada do verão faz com que as plantas do condomínio enfrentem um período de intenso calor e chuvas periódicas. Apesar de o clima contribuir para o desenvolvimento da área verde, o cenário favorece o surgimento de pragas e doenças vegetais.

Com o objetivo de manter os jardins bonitos e saudáveis, os síndicos organizam avaliações e manutenções contínuas.

No Imbuí, a síndica Elaine Graziela tem o apoio de uma empresa de paisagismo para a execução do trabalho de reparo do jardim do condomínio Morada Alto do Imbuí.

“A manutenção do jardim é feita de forma contínua. A empresa contratada pelo condomínio faz uma avaliação quinzenal da área verde, momento em que observam as ações que precisam ser implementadas”, conta Elaine.

Segundo a síndica, não seria viável cuidar da extensa área do jardim sem o apoio de profissionais do paisagismo. Acrescido ao trabalho técnico de jardinagem, ela considera importante a conscientização dos moradores para manter as plantas bonitas e saudáveis.

“O jardim requer cuidados adequados como o corte de gramas, o controle de fungos e pragas, a escolha das plantas de cada área do condomínio. Essas medidas precisam ser tomadas em parceria com o paisagista. Para preservar o trabalho de planejamento e manutenção do espaço, é essencial que os moradores não pisem em plantas e não joguem lixo na área verde, por exemplo”, diz a síndica.

No Salvador Ville Condomínio Clube, em Patamares, a paisagista Solange Luz, da Sol e Verde Paisagismo e Jardinagem, é responsável pela análise e reparo do jardim. Para Solange, o trabalho de manutenção contínua do espaço garante a saúde das plantas e reduz custos de administração do condomínio.

“Quando o trabalho é feito ao longo do ano, o período de férias de verão serve apenas para ajustes que deixem o ambiente ainda mais bonito. Existem condomínios que só procuram cuidar da área verde no final do ano, período em que o jardim já sofreu muitos danos. Nessa situação, é preciso fazer a reforma e revitalização da área, serviço que é muito caro e não garante um resultado ideal”, explica Solange.

De acordo com a paisagista, o serviço de revitalização é mais crítico que o de montagem de um novo jardim, por envolver os processos de retirada das plantas danificadas, recuperação das que podem ser aproveitas e plantio de novas espécies vegetais.

Valorização imobiliária

Para Joacir Meng, síndico do Salvador Ville, a área verde do condomínio é uma ferramenta de valorização no mercado imobiliário local, realidade que faz com que o cuidado preventivo seja mantido ao longo do ano.

“Não se trata apenas da importância do verde para o ambiente, já que deixa o ar mais puro e o visual do condomínio agradável, existe também a relevância mercadológica. O fato de ter um jardim bem cuidado é um ponto positivo para o empreendimento e aumenta o interesse das pessoas que desejam morar no bairro”, conta o síndico.

Corte - É importante definir os galhos que precisam ser podados, evitando fazer corte daqueles que são necessários para a saúde da  árvore. O corte de galhos que estão em excesso favorece o envio de nutrientes para as partes saudáveis. A poda da árvore também serve para moldar, mas os especialistas indicam fazer isso uma vez por estação

Capine - Cuide bem dos gramados. Capinar áreas verdes faz com que elas fiquem bonitas e viçosas sempre, sem que haja crescimento excessivo

Priorize - Valorize as espécies nativas. Elas trazem sustentabilidade ao jardim e não necessitam de tantos nutrientes ou irrigação, pois são adequadas ao clima

Fonte: http://atarde.uol.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...