O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Morte de periquito

Laudo mostra envenenamento por ingestão de agrotóxico

Publicado em: terça-feira, 23 de dezembro de 2014
Laudo divulgado neste sábado (20) pelo Ipaam (Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas) mostra que foram identificados três agrotóxicos nos periquitos encontrados mortos em frente a um condomínio de alto padrão em Manaus (AM), em novembro.
 
Os exames toxicológicos foram realizados pelo Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinárias da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).
 
O laudo descarta a hipótese de envenenamento por "chumbinho" ou "veneno de rato" e informa que a presença dos agrotóxicos pode significar contaminação por alimentos como frutas ou grãos.Os agrotóxicos encontrados foram aletrina, fenazaquina e ciromazina.
 
A análise, contudo, não é conclusiva em relação à causa das mortes das aves e um estudo mais aprofundado deverá ser realizado. Não estão descartadas as hipóteses de envenenamento proposital nem de atropelamento.
 
A parceria entre o Ipaam e a UFMG vai continuar para que a análise dos periquitos mortos continue e seja pesquisada a possibilidade de eles terem sido vítimas de doenças ou contaminados por metais pesados como mercúrio, chumbo, cadmio e arsênio.
 
"Vamos continuar investigando para chegar ao que de fato aconteceu e atribuir responsabilidades. Estamos adotando medidas de manejo de fauna porque a população de aves vivas é muito maior do que o número das que morreram e precisamos protegê-las", disse neste sábado (20) Antonio Ademir Stroski, presidente do Ipaam.
 

Condomínio 

 
Mais de 200 periquitos-de-asa branca, típicos da região, foram encontrados mortos no final de novembro na calçada e em uma avenida próximas ao residencial Ephigênio Salles. Em frente ao condomínio, há palmeiras imperiais que estavam cobertas com telas pelos moradores para evitar a presença das aves. Elas costumavam dormir no local.
 
A morte dos periquitos provocou protestos em frente ao condomínio e mobilização nas redes sociais. Manifestantes pediram a retirada das telas das palmeiras.
 
No início de dezembro, o residencial foi notificado pelo Ipaam por causa das telas, e a "proteção" foi retirada pelo Corpo de Bombeiros. Elas impediam o acesso das aves às palmeiras e as deixavam mais vulneráveis a possíveis ataques ou acidentes.
 
Segundo o presidente do Ipaam, uma equipe do órgão visita diariamente o local das mortes para monitorar a situação e analisar o comportamento das aves.
 

Fonte: http://www.jcnet.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...